90 famílias do Loteamento popular Vinhedos recebem as matrículas de seus terrenos

A área está localizada no bairro Municipal e começou a ser ocupada em meados da década de 80 por 30 famílias. Em 1997, a área foi desapropriada pelo município e elaborado o projeto de regularização fundiária   

Foto: Rodrigo De Marco

Na segunda-feira, 06/12, cerca de 90 famílias do Loteamento Popular Vinhedos receberam a matrícula e posse de seus terrenos. A ação integra o projeto de Regularização Fundiária de Interesse Social realizado pela prefeitura de Bento Gonçalves, através da secretaria de Esportes e Desenvolvimento Social (Sedes). 

A área está localizada no bairro Municipal e começou a ser ocupada em meados da década de 80 por 30 famílias. Em 1997, a área foi desapropriada pelo município e elaborado o projeto de regularização fundiária.   

Em 2019 o Departamento de Habitação retomou a Regularização dos lotes. A aprovação foi efetivada neste ano pelo IPURB, com licenciamento ambiental da secretaria Municipal de Meio Ambiente e as matrículas abertas pelo Registro Geral de Imóveis de Bento Gonçalves.    

O programa é gratuito e entre os benefícios está a conquista do endereço oficial e garantia da segurança jurídica do imóvel. “O programa de regularização fundiária é uma ação da nossa secretaria, que busca oferecer dignidade para estas famílias. Quando falamos que queremos uma Bento para Todos é isso que destacamos. Esta foi uma parte do Municipal, já estamos iniciando mais um pedaço junto a Lajeadense”, salienta o secretário de Esportes e Desenvolvimento Social, Eduardo Viríssimo.       

Morando há 26 anos no local, Dauri Alves Teles comemorou a conquista para comunidade. “É muito bom, porque agora todo mundo tem a sua escritura. Estamos muito felizes”, disse.

Lindonês da Silva Nunes destacou que “era nosso sonho ter a posse do terreno, agora graças a Deus conseguimos a posse. E também ao trabalho realizado pela prefeitura”.

Sandro Garcia Medeiros, que veio de fora do Município também ressaltou a importância do ato: “É muito importante porque eu vim de fora, e com esse documento consigo financiar um material para conseguir ampliar a minha casa”.

Vilson Brito, que vive no local desde o início do loteamento salientou que “saiu do papel essa matrícula, agora podemos dizer que o vinhedos é nosso”.

O prefeito Diogo Segabinazzi Siqueira, destacou que o projeto, além do direito a propriedade, traz cidadania. “Todos que estão aqui podem ter seu terreno, podem deixar para os filhos uma propriedade regularizada. Muitos de vocês, assim como eu, veio de fora para trabalhar em Bento, para realizar sonhos e hoje estamos oportunizando que vocês possam sonhar mais, possam ir para casa e entrar no seu pedaço de chão”, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.