“A mulher pode estar onde ela quiser”, afirma única mulher da Rocam em Caxias

Nascida em Santana do Livramento, Cátia Viana Rolandi, de 31 anos, hoje é a única mulher a integrar a Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas – ROCAM em Caxias do Sul. Criada pela avó paterna na periferia de Santana do Livramento, onde ajudava na venda de pães caseiros, teve seu pai, o tenente da reserva da Brigada Militar Paulo César Trindade Rolandi, mesmo morando distante, como sua grande fonte de inspiração. O exemplo foi ainda mais fortalecido quando na adolescência passou a morar com o pai em Uruguaiana, onde ele atuava na BM.

Hoje, casada, estudante de Direito e há cinco anos na Brigada Militar, mãe de uma menina de 12 anos, também sonha em inspirar a filha a seguir a carreira militar. “Hoje a mulher pode estar onde ela quiser, temos liberdade para isso, é só querer! E o fato de eu ser mulher, negra, não me faz menos capaz que ninguém. Eu me sinto honrada em pertencer à Brigada Militar, lugar que o meu pai lutou muito para estar, viemos de um lugar muito humilde, e hoje sei que o orgulho que eu sinto dele, ele também sente de mim, pois tínhamos tudo para permanecer no mesmo lugar, mas não foi a pobreza que nos parou”, comenta a soldado.

Imagens: Jackson Cardoso/CRPO SERRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.