A pedido do MP, homem é absolvido de acusação de tripla tentativa de homicídio em Bento

Vítimas afirmaram, durante julgamento realizado na quarta, 06/07, não poder afirmar que crime cometido em 2014, no bairro Glória, teria sido cometido por réu de 32 anos. MP também alegou falta de provas

Foto: arquivo/SERRANOSSA

O réu Diego de Borba Vieira, de 32 anos, foi absolvido em Júri Popular na última quarta-feira, 06/07, no Salão do Júri da Comarca de Bento Gonçalves. A decisão partiu de um pedido do Ministério Público, que teria alegado falta de provas. Ele estava sendo acusado de uma tentativa de triplo homicídio cometida em 2014, no bairro Glória.

Conforme a juíza Fernanda Ghiringhelli de Azevedo, as três vítimas alegaram em depoimento não poder afirmar, com certeza, quem foi o responsável pelos disparos direcionados a elas em novembro daquele ano.

O então acusado, entretanto, segue cumprindo pena por uma condenação de roubo.

Relembre o fato

Conforme a denúncia feita pelo Ministério Público na época, as três vítimas, um homem e duas mulheres, haviam saído de uma festa no Clube Susfa e seguiram até o bairro Glória em um veículo Gm/Vectra.

Por volta das 5h50, nas rua Caxias do Sul, próximo ao salão da comunidade São Luiz, as vítimas foram surpreendidas pelo então acusado e por uma mulher não identificada. Os indivíduos teriam se posto em frente ao veículo e deflagrado diversos disparos contra o veículo, fugindo do local em seguida. As vítimas não ficaram lesionadas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.