Anvisa suspende produção, venda e uso de produtos da marca Fugini, após inspeção

Somente no Rio Grande do Sul, ao menos cinco cidades tiveram ocorrências registradas de corpos estranhos encontrados nas embalagens de produtos da empresa

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, na quarta-feira, 29/03, a fabricação, comercialização, distribuição e uso de todos os alimentos da marca Fugini. A empresa produz molho de tomate, maionese, mostarda, ketchup, batata palha e conservas gerais.

Segundo a Anvisa, a medida ocorreu após a realização de inspeção sanitária na fábrica paulista, onde foram identificadas falhas graves de boas práticas de fabricação relacionadas à higiene, controle de qualidade e segurança das matérias-primas, controle de pragas, rastreabilidade, entre outros.


A suspensão da comercialização e distribuição será aplicada apenas para os produtos em estoque na empresa. O retorno das atividades só poderá  ocorrer quando a empresa adequar o processo de fabricação de seus produtos às boas práticas de fabricação definidas pela Anvisa.

A Anvisa fará, ainda, o recolhimento de lotes da maionese por uso de matéria-prima vencida.

“Alimentos vencidos, incluindo suas matérias-primas, são considerados impróprios para o consumo, conforme Código de Defesa do Consumidor, e a sua exposição à venda ou ao consumo é considerada infração sanitária. Assim, o recolhimento de alimentos visa retirar do mercado produtos que representem risco ou agravo à saúde do consumidor”, informa a Anvisa.

Somente no Rio Grande do Sul, ao menos cinco cidades tiveram ocorrências registradas de corpos estranhos encontrados nas embalagens de produtos da empresa: Viamão, Porto Alegre, São Leopoldo, Sapiranga e Dois Irmãos.