Ao vivo, assistimos à vergonha desse país

Já escrevi sobre o assunto, mas fica impossível não voltar novamente à questão. A maioria de vocês deve ter assistido ao menos parte do processo de impeachment votado no domingo passado. VER-GO-NHO-SO.

Pois bem, esses são os indignos políticos que a população elege. Mas não se engane pensando que tais boçais devem seus cargos ao “povo do norte”, nada disso. Observem Bento Gonçalves, assistam a um vídeo dos vereadores de nossa cidade e percebam quantos merecem realmente ocupar tal cargo.

Políticos que não sabem conjugar verbos, com um português digno de um precário ensino básico. É claro que eles se apoiam no fato de que a virtude não advém do conhecimento, se apoiam nisso como aleijados que são, de esforço por conhecimento. São analfabetos funcionais, ignorantes para a ética e apenas sábios no quesito enganar. Bandidos, disfarçados de bons moços(as).

Será que sabem que a verdadeira política emana da virtude? Será que sabem que a origem política compreende o conhecimento, pois do conhecimento advém as capacidades para ser-se justo? É claro que não! Formam frases como qualquer ignorante faria, como qualquer medíocre faz em conversas de boteco.

Se para algo serviu uma transmissão nacional de nossos representantes, foi para sentirmos vergonha de nós mesmos. Vergonha das pessoas que elegemos como sendo nossas representantes. Vergonha de termos assinado um decreto de que aquele a falar representa a minha, a sua fala.

Explica-se o poder que o socialismo ganhou nos últimos anos. A extrema esquerda se nutre meramente da ignorância. É por isso que os ricos representantes do PT conseguem ainda entoar o discurso de igualdade. Igualdade? Como podem esses cretinos que dirigem carros de R$ 100 mil falarem em igualdade? Como pode o povo não perceber que aqueles que pregam a igualdade mantém imóveis que valem milhões? A ignorância alimenta a esquerda e fez crescer essa farsa, esse vírus, esse câncer chamado PT.

Dói, dói ver que aqueles que votaram pela queda da presidente são tão canalhas quanto a própria, dói perceber que a grande maioria que despreza Lula é tão asquerosa quanto o próprio.

Foi um tapa na cara do brasileiro. Servirá para algo? Não creio que nada muito significativo. Mudanças levam tempo, emanam, não por mera indignação, mas por conceitos concretos e massivos, originários de um conhecimento obtido através do ensino de qualidade.

Empresários e empreendedores corajosos sustentaram esse país enquanto ele mergulhava no negro lago da corrupção, só que sistema algum sobrevive ao número esmagador de vagabundos que hoje sugam o Brasil.

Como disse inúmeras vezes a genial Margaret Thatcher, "O Socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros". Pois é, o dinheiro dos empreendedores acabou, a teta secou, acabou a mordomia e o resultado aí está.

Sou a favor do Bolsa Família e das cotas. Sim, sou a favor de muitos tipos de assistencialismos, porém, calculamos que programas dão certo quando, com o passar dos anos, cada vez menos pessoas dependem de tais programas. O que vemos no Brasil é o inverso: cada vez mais famílias passam a depender de tais esmolas.

Não escrevo esse texto em tom de uma mudança, eu escrevo apenas para salientar o que nos foi transmitido ao vivo: a ignorância de nosso povo é a própria causa e efeito do presente podre que seguimos plantando.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.