Após 215 dias internada, paciente tem alta e ganha festa da equipe do Tacchini

Vanderléia da Silva Farias, de 56 anos, havia ficado ferida após um incêndio consumir sua residência em novembro de 2021

Foto: Tiago Flaiban

Na última sexta-feira, dia 10/06, parte da equipe multiprofissional do Tacchini se reuniu para celebrar a alta de Vanderléia da Silva Farias. A paciente de 56 anos saiu pela porta da frente do hospital após 215 dias de internação. Ela precisou se recuperar das queimaduras que atingiram cerca de 70% do seu corpo após um incêndio consumir parte da sua residência no dia 8 de novembro de 2021, além de superar uma série de outras adversidades durante a trajetória. 

Na caminho até a porta de saída do hospital, ela passou por um corredor formado por profissionais de diversas áreas com as quais ela teve contato durante o período de internação. Munidos de cartazes e balões, eles aplaudiram a trajetória vitoriosa da paciente,  que durante os últimos 7 meses trabalhou intensamente para voltar ao convívio de seus familiares. 

Na recepção do hospital, ela ainda recebeu o carinho de familiares e amigos que a esperavam com flores e mensagens de incentivo. “Não imaginava que tanta gente estava torcendo por mim”, afirmou ela. 

O caminho até a alta

Quando chegou ao Hospital Tacchini, Vanderléia apresentava um quadro considerado grave, com queimaduras em membros inferiores, superiores e couro cabeludo. Após 18 dias na UTI da instituição bento-gonçalvense, ela foi transferida para o Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre, considerado referência no tratamento de queimaduras no Rio Grande do Sul. 

Em 10 de fevereiro de 2022 ela voltou para o Hospital Tacchini para completar seu tratamento intra hospitalar. Desde então, ela sofreu com uma série de complicações de saúde, que atrasaram sua recuperação integral. Vanderléia superou uma cirurgia de urgência em função de uma perfuração intestinal, foi intubada e ainda precisou voltar à UTI novamente para se recuperar de uma sepse pulmonar, entre outros entraves de menor gravidade. 

Com a ajuda de diversas técnicas, equipamentos e o cuidado da equipe multiprofissional do Tacchini, ela venceu todas as adversidades e recebeu alta. Vanderléia deve continuar seu tratamento em casa até eliminar todas as limitações motoras causadas pelo longo período de internação, dessa vez ao lado da família. 

Veja o vídeo:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.