Após escândalos, cai secretário de Meio Ambiente de Bento Gonçalves

Claudiomiro Dias foi desligado da pasta após pressão em relação a denúncias de desmatamento irregular e caso de maus-tratos aos animais. Este é o segundo secretário de Bento que deixa o cargo na gestão Diogo e Amarildo por se envolver em polêmicas

Caiu. Claudiomiro Dias não é mais secretário de Meio Ambiente de Bento Gonçalves. Ele deixa a pasta depois de grande repercussão dos casos de desmatamento para construção de loteamento irregular e do sumiço de gatos, fatos que marcaram a semana passada. A exoneração foi publicada no Diário Oficial de Bento desta terça-feira, 22/02. A partir desta terça-feira, 22/02, quem assume interinamente o comando do Meio Ambiente é o próprio prefeito de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira. Já o vice-prefeito Amarildo Lucatelli irá assumir a área de serviços de rua e limpeza urbana.

Claudiomiro Dias foi desligado da pasta após pressão em relação a denúncias de desmatamento irregular e caso de maus-tratos aos animais.

Em nota, a prefeitura afirma que a medida “é uma demonstração da importância da área e da proteção dos direitos animais para a gestão municipal e garante total transparência para as apurações que estão em curso”. O secretário-adjunto da pasta, Valcir Luiz Schell, que foi acusado de estar na residência do bairro Conceição quando os gatos foram levados, não teve sua saída confirmada ainda.


Este é o segundo secretário que cai por conta de polêmicas na gestão Diogo e Amarildo. Marcos Barbosa, que era secretário de Mobilidade Urbana de Bento Gonçalves, foi desligado em dezembro do ano passado após denúncias de desvio de pedras e uso de estrutura pública em obras de parentes do secretário. Com a saída da pasta, Barbosa reassumiu sua cadeira na Câmara de Vereadores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.