Atrasada e cara: custo de ponte temática no Vale dos Vinhedos já ultrapassa R$ 564 mil

Publicação no Diário Oficial desta terça-feira, 07/12, aponta aditivo contratual de R$ 68.910,11 em contrato que custava R$ 495.950,20. Obra deveria ter sido concluída em agosto.

A ponte temática do Vale dos Vinhedos na rua José Lanfredi, em Bento Gonçalves, que deveria ter sido concluída em agosto, não tem prazo para ser entregue à comunidade. A obra, que tem gerado grande expectativa tanto em moradores quanto em turistas, iniciou em março de 2021 e tinha prazo de conclusão fixado no último mês de agosto.  No entanto, as etapas seguem em ritmo lento.

fotos: Raquel Konrad

Não bastasse o atraso, a empresa contratada para a construção da ponte, a Solaris Construtora, solicitou um reajuste no contrato e o custo da obra passou de R$ 495.950,20 para R$ 564.860,31. O aditamento contratual foi publicado no Diário Oficial de Bento Gonçalves desta terça-feira, 07/12, e é justificado como um “reequilíbrio econômico-financeiro” no valor total de R$ 68.910,11. De acordo com a assessoria da prefeitura municipal, o reequilíbrio foi solicitado em julho pela empresa e só foi concedido após a apresentação da documentação. A prefeitura pontua que notificou a Solaris pelo atraso e que a empresa teria solicitado aditivo de prazo para dezembro deste ano.

O SERRANOSSA esteve no local na tarde de terça-feira, 07/12, e encontrou dois profissionais trabalhando na obra. No espaço de divulgação sobre a obra, o valor da “Pontilhão Temático Vale dos Vinhedos” é ainda menor: R$ 449.680,08.

Conforme informações do Memorial Descritivo  do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Ipurb), a obra contempla elaboração Projeto Arquitetônico Temático, com cabeceiras em concreto, contenções do tipo Gabião, passeios, guarda corpo metálico, parreira temática, execução de escavações, detonações e aterros, execução de pequenos trechos de pavimentação em pedra basáltica, execução de projetos de sinalização viária, além de pequeno trecho de drenagem pluvial.

1 comentário
  1. Consuelo Baccega Diz

    Mais uma obra difícil de ser executada pela incompetência de gestão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.