Autotestes da COVID-19 já podem ser encontrados em farmácias de Bento

Até o momento, nove produtos já foram deferidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no país

Foto: Raquel Konrad/SERRANOSSA

Moradores de Bento Gonçalves já podem encontrar autotestes da COVID-19 em farmárcias do município. Redes como Panvel e São João já disponibilizam os produtos. A regulamentação desses testes foi feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 28 de janeiro. Até esta terça-feira, 15/03, conforme consta no site da Anvisa, nove produtos já foram deferidos para venda.

“É mais uma alternativa para agilizar na identificação, controle e isolamento [das pessoas infectadas]. Quando começamos, lá no início da pandemia, tínhamos praticamente só o RT-PCR, que é um exame que demora dias para ficar pronto. Já demos um passo enorme quando começamos a trabalhar com os testes antígenos. Em poucos minutos já tínhamos o resultado. E agora os autotestes vêm para complementar e agilizar o processo de combate à pandemia”, analisa a secretária de Saúde de Bento, Tatiane Fiorio.

Realizados a partir da coleta da secreção do nariz ou da boca, os autotestes são capazes de detectar as proteínas (antígeno) do Coronavírus. O objetivo desses testes é possibilitar que os próprios usuários possam realizar a coleta da amostra e interpretação do resultado, semelhantes aos testes de gravidez feitos em casa. Eles também são semelhantes aos testes rápidos de COVID-19 que já são realizados nas farmácias.

A veracidade e segurança dos resultados dependem muito da qualidade da coleta realizada. A recomendação é seguir as informações que constam no manual do produto.

De acordo com o médico do Núcleo de Inovação em Serviços de Saúde da Rede de Farmácias São João, Dr. Jefferson Cunha, o autoteste serve como triagem, pois permite a identificação precoce e o isolamento de pessoas infectadas com o vírus causador da COVID-19. “A triagem é importante, porque as pessoas podem estar assintomáticas, pré-sintomáticas ou com apenas sintomas leves e estar transmitindo o vírus sem saber”, pontua.

A orientação do Ministério da Saúde para a pessoa que teve o resultado positivo para COVID-19 é o isolamento imediato, usar máscara e avisar as pessoas com quem teve contato recente. O autoteste também não é considerado como diagnóstico definitivo, não tem validade de atestado médico e nem aval para viagens.

Quando usar o autoteste?

·         Quando estiver com sintomas como: dor de cabeça, febre, tosse, dor de garganta, perda de cheiro ou sabor, falta de ar, etc.;

·         Teve contato com alguém positivo para Covid-19;

·         Estiver preocupado por ter sido exposto à Covid-19;

·         Entre o 1º ao 7º dia do início dos sintomas, se você apresenta sintomas;

·         Se não apresentar sintomas, a partir do 5º dia do último contato com pessoa que testou positivo ou teve sintomas;

·         O autoteste não deve ser usado por pessoas com propensão a sangramento nasal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.