Avião que desapareceu na divisa entre PR e SC é encontrado com três corpos

Na aeronave estavam Heitor Guilherme Genowei Junior, 42 anos, e Felipe Furquim, 35 anos, ambos servidores da Casa Civil do Governo do Paraná; além deles, estava também o piloto Jonas Borges Julião, de 37 anos

Da esquerda para a direita: Jonas Borges Julião (piloto), Felipe Furquim e Heitor Guilherme Genowei Junior. Fotos: Redes sociais.

avião que sumiu do radar na altura da Serra do Mar, na divisa entre Santa Catarina e Paraná, foi encontrado na tarde desta sexta-feira, 07/07, próximo ao Pico Canavieiras, na região da Serra do Mar, no litoral paranaense, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB). Três corpos também foram localizados. As informações são do G1 PR. 

Em um primeiro momento, de acordo com a secretaria da Segurança Pública (Sesp-PR), dois corpos haviam sido encontrados. Depois, conforme o governador do Paraná, Ratinho Junior, as três pessoas que estavam no avião foram encontradas mortas. O avião sumiu na última segunda-feira, 03/07.


A aeronave saiu de Umuarama (PR) às 7h50min e deveria pousar perto de 10h30min em Paranaguá (PR), mas não mandou mais sinal cerca de 10 minutos antes do horário previsto para o pouso.

Na aeronave estavam Heitor Guilherme Genowei Junior, 42 anos, e Felipe Furquim, 35 anos, ambos servidores da Casa Civil do Governo do Paraná. Além deles, estava também o piloto Jonas Borges Julião, de 37 anos.

As buscas pela aeronave duraram cinco dias e foram concentradas em uma região serrana, de Mata Atlântica, entre os municípios de Guaratuba e Morretes no litoral do estado.

Segundo o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), as buscas foram feitas por meio de voos baixos, além de equipes por terra. Conforme a corporação, há dificuldade de deslocamento no local.

O BPMOA ainda afirma que o avião não acionou sinal de localização de emergência.


Fonte: NSC Total