Balada Segura será incrementada

Uma das alternativas para melhorar a segurança pública definidas na reunião realizada na última semana é a intensificação da Operação Balada Segura. As blitze preventivas têm sido realizadas nos bairros Planalto e São Bento, onde se verifica a maior aglomeração de pessoas à noite e nos finais de semana, e devem ocorrer com ainda mais regularidade.

Na análise do secretário Moro, a prevenção é a melhor estratégia para reduzir as infrações e delitos registrados na cidade. “O intuito é reforçar a educação e prevenção, diminuindo a impunidade, evitando a acidentalidade e os riscos de perda de vidas ou mesmo de lesões resultantes de acidentes”, acrescenta.

Em Bento Gonçalves, o Balada Segura é realizado através de um convênio firmado entre a prefeitura, por meio da secretaria municipal de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana e a secretaria estadual de Segurança Pública (SSP/RS). As ações de fiscalização tiveram início no segundo semestre do ano passado, mas, por problemas estruturais, foram interrompidas antes do final do ano. “Tivemos um pequeno hiato, por cerca de três meses, por falta de recursos humanos e o período de férias. Estávamos com dificuldade para constituir equipes de trabalho durante a noite”, justifica Moro.

Retomada

O Balada Segura foi retomado no município em fevereiro deste ano. No primeiro quadrimestre, já foram realizadas quatro operações, nas quais foram abordados 227 veículos e realizadas 29 autuações direcionadas a alcoolemia, dentre as 77 multas aplicadas. Apenas um motorista foi autuado por conduzir veículo embriagado. “Acredito que nos próximos meses, com mais operações, a comunidade tenha maior sensação de segurança pela presença da fiscalização, principalmente, no horário noturno”, analisa o secretário.

O objetivo do programa é atuar também em outros pontos da cidade. “Nós sabemos que a criminalidade se desloca de acordo com a fiscalização, então nós temos que ser oportunos em todos os momentos, em vários lugares, para poder agir em diversos pontos e mostrar que na cidade existem leis e ordens que devem ser cumpridas”, conclui Moro.

Reportagem: Jonathan Zanotto


É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.