Bento fecha primeiro mês do novo edital com cerca de 400 castrações realizadas

Número representa um aumento aproximado de 300% em relação ao antigo edital, que tinha apenas uma clínica cadastrada. Expectativa é ultrapassar 600 castrações mensais em abril

Foto: Divulgação/Prefeitura de Bento

O novo edital de castrações de Bento Gonçalves já tem refletido em números recordes no município. Os procedimentos iniciaram no dia 16 de março, com três clínicas veterinárias já aptas para realizar as castrações. Conforme balanço da secretaria de Saúde, foram 408 cirurgias realizadas até a quinta-feira, 31/03, um aumento aproximado de 300% em relação aos procedimentos mensais realizados a partir do antigo edital. Com apenas uma clínica cadastrada, a média semanal era de apenas 20 animais, cerca de 100 por mês.

Ainda nesta semana, a expectativa é que a quarta clínica cadastrada já esteja apta a iniciar os procedimentos. Nas próximas semanas, a quinta e última clínica conveniada a partir do novo edital também deve iniciar os trabalhos. Com isso, a média mensal de castrações deve ultrapassar 600 em abril. “Nos primeiros dias levamos um número menor de animais para entender e organizar o fluxo. Aos poucos fomos aumentando e percebemos que dá para levar entre 15 a 20 animais por dia em cada clínica”, revela o secretário-adjunto de Saúde, Gilberto Junior.

Com isso, a prefeitura se aproxima de zerar a fila de animais do ano passado e entrar na fila dos cadastros feitos neste ano. “O fluxo de animais encaminhados já é bem representativo e a nossa primeira lista com 1.180 animais já se aproxima de um final! A expectativa é que as castrações dos caninos e felinos da fila de espera sejam realizadas para todos os animais até o mês de agosto, quando inicia o novo período de inscrições, compreendido entre os dias 22 de agosto e 2 de setembro”, comenta a veterinária da secretaria da Saúde, Rafaela Zenatto Jornada.

O número somente não é maior, conforme a pasta, devido aos faltantes. Gilberto comenta que, a cada dez pessoas contatadas, três ou quatro não têm interesse em levar seu animal ou não atendem ao telefone. “Gostaríamos de ressaltar que esse número é muito expressivo em comparação aos números de castrações realizadas no edital passado, mas poderia ser maior ainda, se os munícipes se comprometessem mais com a causa animal”, frisa a veterinária.

De modo geral, os animais devem ser encaminhados até as clínicas pelos próprios tutores. Entretanto, para aquelas localizadas em outros municípios e para as famílias que não têm condições de levar os animais mesmo nas clínicas de Bento, os próprios estabelecimentos oferecem o serviço de táxi-dog. Além disso, a secretaria de Saúde está aparelhada com um veículo especial para transporte de animais, o qual é utilizado em “casos específicos”.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Bento

Outros projetos

O novo edital de castrações é apenas uma das novidades relativas à causa animal neste ano no município. A partir da reestruturação do setor, com a criação do programa Bento-pet – todos juntos para o bem-estar animal – estão sendo preparados novos serviços.

Estão em andamento, por exemplo, os editais de compra de medicamentos e de procedimentos cirúrgicos. Já o edital para contratação de um serviço de hospedagem de animais vítimas de maus-tratos está em trâmites finais. O estabelecimento já foi habilitado e a prefeitura segue na fase de documentação. A expectativa é que entre em funcionamento em cerca de um mês, exclusivo para encaminhamentos feitos por fiscais do Meio Ambiente.

Ainda, os animais passarão a contar com um “Samu pet”, indicação feita pelo vereador Ari Pelicioli no início deste ano. O veículo já está na secretaria da Saúde e, na próxima semana, passará por serviços de adesivagem e manutenção. A ambulância voltada aos animais servirá para atender casos de urgência, contando com o auxílio de dois médicos veterinários que serão contratados nos próximos dias. As inscrições para o processo seletivo seguem abertas até o dia 04/04. “Nossa equipe está muito empenhada em avançar em um curto prazo. São grandes objetivos. Acredito que em pouco tempo teremos aquele olhar que a causa animal precisava em Bento”, declara Gilberto Junior.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.