Bento registra saldo positivo na geração de empregos em julho

A Universidade de Caxias do Sul (UCS) divulgou na sexta-feira, 27/08, a Carta Mensal do Mercado Formal de Trabalho referente ao mês de julho. O documento apresenta à comunidade dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério da Economia (ME), referentes ao Brasil, ao Rio Grande do Sul e aos municípios de abrangência da UCS: Bento Gonçalves, Canela, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Guaporé, Nova Prata, São Sebastião do Caí, Torres, Vacaria, Veranópolis e Vila Maria.


 

Bento Gonçalves foi o terceiro município com maior saldo positivo de empregos, perdendo apenas para Caxias do Sul e Vacaria. Conforme o levantamento, em julho foram registradas 2 mil admissões e 1,7 mil desligamentos, resultando na abertura de 267 empregos formais. No mesmo período do ano passado Bento havia aberto 220 vagas. O dado representa um crescimento de 0,65% dos empregos neste período do ano. Dessa forma, a cidade contou com um estoque de 41,4 mil empregos formais.

A Indústria foi o setor que mais impulsionou o resultado positivo do mês, com criação de 138 postos de trabalho com carteira assinada, um aumento de 0,75%. O Comércio foi o único setor que apresentou mais demissões que admissões, com 31 empregos encerrados.

No acumulado do ano foram criados aproximadamente 2 mil empregos na cidade, sendo também motivado pela Indústria, que criou 1,1 mil vagas no período.

Em nível Brasil, foi registrada 1,7 milhão de admissões e 1,3 milhão de desligamentos em julho, resultando em 316,6 mil empregos criados, representando um acréscimo de 0,77% dos postos de trabalho em comparação ao mês anterior. Dessa forma, o estoque do país foi de 41,2 milhões de empregos com carteira assinada. O setor de Serviços registrou o maior nível de contratações, com 127,8 mil empregos abertos. Nenhum setor apresentou mais demissões que admissões no período.

Já no RS, em julho, foram registradas 106,5 mil admissões e 91,8 mil desligamentos, resultando em um saldo positivo de 14,8 mil postos, um acréscimo de 0,56% sobre o estoque de empregos formais. Dessa forma, o estoque do estado gaúcho foi de 2,6 milhões de empregos com carteira assinada. O setor de Serviços foi o maior fomentador do resultado positivo, registrando a criação de 5,8 mil empregos. No período, nenhum setor obteve desempenho negativo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.