Bento solicita verba do Estado para construção de 15 leitos de UTI no Complexo Hospitalar

Demanda foi repassada à secretária de Saúde do Estado, Arita Bergmann, que esteve em visita ao município na tarde desta quinta-feira, 10/03

Foto: Eduarda Bucco

A prefeitura de Bento Gonçalves está solicitando auxílio ao governo do Estado para construção de 15 leitos de UTI no Complexo Hospitalar, localizado no bairro Botafogo. A demanda foi repassada à secretária de Saúde, Arita Bergmann, na tarde desta quinta-feira, 10/03, durante visita ao município. Em reunião realizada na UPA 24h – estrutura integrante do complexo –, o prefeito Diogo Siqueira e a secretária municipal de Saúde, Tatiane Fiorio, explicaram detalhes das obras já em andamento e do projeto do andar de leitos de UTI. “O primeiro ponto é resolver o problema das cirurgias eletivas, além de ampliar as referências, como a ortopedia. Queremos melhorar a psiquiatria e talvez buscar uma neurologia e cardiologia”, comentou o prefeito.

Atualmente, estão em andamento no Complexo Hospitalar as obras do Bloco Cirúrgico, a construção de uma torre de escada e de elevador, a Farmácia Pública e as reformas no antigo Hospital Galassi. O total de investimento soma cerca de R$ 10 milhões, provenientes de recursos municipais.

Ainda, a prefeitura afirma que, nas próximas semanas, terão início as obras da nova sede do SAMU, no valor total de R$ 1.530.090,00. O espaço de 425m² contará com área de estacionamento para seis ambulâncias, dois dormitórios de equipe básica, um dormitório equipe de avançada, banheiro e vestiário masculino e feminino, cozinha e refeitório, administrativo e sala de treinamento.

Também já está prestes a ser licitada a construção de um centro de imagem. A expectativa é que todas as obras sejam finalizadas ainda neste ano e que as primeiras cirurgias também já ocorram dentro de 2022.  

Foto: Eduarda Bucco

Agora, a prefeitura busca uma verba de, aproximadamente, R$ 3,6 milhões junto ao programa Avançar na Saúde, para construção dos leitos de UTI. Esses ficariam no terceiro andar da estrutura do Bloco Cirúrgico, atrás da UPA 24h. “É uma demanda muito importante para toda região que, mesmo com a ampliação de leitos durante a pandemia, ainda tem um déficit muito grande. Não chega ao quantitativo mínimo que seria ideal”, comentou a secretária de Saúde de Bento, Tatiane Fiorio. O andar com leitos de UTI teria cerca de 1.300m².

Hoje o Complexo Hospitalar conta com 40 leitos de internação e saltará para 170 ao fim das obras – considerando tanto leitos de internação quanto cirúrgicos.

A secretária Arita Bergmann recebeu o pedido com interesse, considerando a relevância que o Complexo Hospitalar de Bento representa em âmbito regional. “O governo já investiu cerca de R$ 22 milhões pelo Avançar na Saúde apenas na Serra. Mas para uma terceira fase, nosso recurso será limitado, porque também destinamos verbas para o programa Assistir”, ressaltou. “Mas vamos apresentar o projeto ao governador [Eduardo Leite] nos próximos dias, juntamente aos de outros municípios, e escolher aqueles com relevância regional. Certamente esse é um deles”, afirmou.

Foto: Eduarda Bucco
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.