BGF alcança sequência histórica de vitórias

O ano não poderia ter começado melhor para o Bento Gonçalves Futsal (BGF). Após comemorar o primeiro título desde a sua fundação, o time comandado pelo técnico Vaner Flores endossou a história com outro feito inédito: pela primeira vez, conseguiu emendar oito vitórias consecutivas.

A série começou com amistoso contra a equipe Sub-20 da ACBF, passou pela Copa Metro-Serra e agora segue na Série Ouro. Até aqui, o time tem ratificado as expectativas criadas a partir da formação do plantel, que se por um lado é enxuto, com apenas 13 jogadores no plantel, por outro conta com nomes experientes e qualificados. Além disso, é um time que “deu liga” e vem demonstrando sintonia nas jogadas ensaiadas, decisivas na maior parte das vitórias até o momento. Outra característica é a autocobrança, essa imposta pelo técnico Vaner Flores. Bastante laborioso, o treinador não diminuiu a intensidade das cobranças nem mesmo com a fase áurea que a equipe vem vivendo. Pelo contrário: a exigência é para que os jogadores continuem incorporando a didática do trabalho para que alcancem uma disciplina ainda maior nas tarefas táticas. Após a vitória sobre o Sananduva por 2 a 0, pela segunda rodada da Série Ouro, as cobranças por mais “capricho” de alguns atletas começaram ainda no vestiário. “Eu cobrei deles no final do jogo, a gente precisa continuar melhorando. Tanto na partida contra o Sananduva, como contra o Teutônia, eu tive jogadores que não estavam em um nível no qual será exigido em Carlos Barbosa – local do próximo jogo, contra a ACBF, no dia 30 – por exemplo. A vitória é a consagração, sim, mas eu não posso vencer de qualquer jeito, eu preciso vencer com merecimento e engrandecimento do trabalho”, conta Vaner, ressaltando que a sequência invicta aumenta a confiança, mas também traz uma série de dificuldades adicionais nas partidas seguintes, o que força a necessidade de atuações cada vez mais próximas do limite.  “Sem dúvida que cada vitória ratifica o trabalho e dá mais confiança ao atleta. Isso vem acontecendo, mas eu sempre deixei bem claro para eles, que quanto mais a gente vence, mais o revés se aproxima, por uma série de situações. Os caras já vêm nos respeitando diferente, os adversários vêm mais fortes também, são outras equipes. É esse cuidado que a gente vem tendo, chegar lá não é muito difícil, muito difícil mesmo é se manter”, ressalta.

Desafio, agora, é repetir 2012

Após chegar à inédita sequência de oito vitórias consecutivas, o BGF busca igualar o melhor início de Série Ouro da sua história. Em 2012, o time surpreendeu o salonismo gaúcho ao arrancar com seis vitórias em seis jogos, obtidas contra o Sananduva, Assoeva, Sobradinho, UJR, América e Assaf. O começo arrassador acabou com a celebrada terceira colocação na Estadual, repetindo o feito de 2011.

Para se aproximar da marca de 2012, no entanto, a tarefa não será nada fácil. O próximo desafiante será ninguém menos que a multicampeã ACBF, atual líder da Liga Nacional. A partida está agendada para o dia 30, em Carlos Bartbosa. 

3ª rodada

Quinta-feira, dia 23

Alaf 2×1 Atlântico

Assoeva 6×1 Guaíba

Sábado, dia 25

Assaf x Ibirubá – 20h

Cachoeira x América – 20h

São Luiz Gonzaga x Teutônia – 20h

Afusca x Sananduva – 20h

Quinta-feira, dia 30

ACBF x BGF – 20h

Classificação

1º Assoeva – 9

2º ACBF – 6

3º Ibirubá – 6

4º BGF – 6

5º Alaf – 6

6º Assaf – 4

7º Cachoeira – 3

8º Sananduva – 3

9º Atlântico – 3

10º Guaíba – 1

11º São Luiz Gonzaga – 0

12º Teutônia – 0

13º América – 0

14º Afusca – 0

 

É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

Instagram: @serranossa

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.