Biogás pode ser solução na próxima safra de uva

A Prefeitura Municipal de Garibaldi reuniu-se recentemente com empresários do setor vitivinícola para apresentar e discutir as vantagens de um projeto sobre a utilização do Biogás para fins desta cultura. Muito utilizada na Europa, a técnica utiliza dejetos orgânicos para produzir energia.

A demanda surgiu da necessidade das vinícolas da região em se adaptarem à nova legislação, a qual determina que seja dado um destino adequado ao bagaço da uva, resultante de todo o processo industrial pelo qual passa a fruta.

Hoje, o bagaço da uva é utilizado, segundo José Paulo da Silva e Silva, da Federação das Cooperativas Vinícolas (Fecovinho), como adubo, e isso agride o meio ambiente, já que se tratam de resíduos produtores de gás metano. “Nesse sentido, passamos a buscar alternativas e uma delas é a de se reaproveitar estes resíduos para gerar gás. Buscamos, então, uma tecnologia que tivesse um bom rendimento, em que todos saíssem ganhando”, comenta.

A Prefeitura Municipal de Garibaldi realizou na noite de ontem audiência pública na Câmara Municipal de Vereadores para discutir a questão, principalmente quanto à questão da área onde seria instalada a planta. Ficou acertado que na próxima quarta-feira, dia 2, será realizada nova reunião na Câmara, desta vez para discutir questões mais técnicas do projeto, de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura.

Andreia Dalla Colletta 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.