BNDES suspende linha de crédito com juro subsidiado à agricultura familiar

Edifício sede do BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, no Centro do Rio. (Fernando Frazão/Agência Brasil)

BNDES suspendeu novas operações de financiamento no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Custeio), que previa juro prefixado de 3% ao ano. O motivo alegado foi o “nível de comprometimento dos recursos disponíveis no aludido programa”.

O Pronaf Custeio era a única linha do Plano Safra 2021/22 que ainda estava com crédito liberado no BNDES.

Todas as outras linhas com juros subsidiados já estavam suspensas desde o dia 7 de fevereiro, por causa de normativa do Tesouro Nacional, dada a falta de recursos para equalizar as taxas depois da elevação da Selic — hoje, em 11,75% ao ano.

O Tesouro argumenta que aumentou muito a diferença entre a taxa básica de juros e a taxa cobrada de produtores nos financiamentos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.