Brasil é surpreendido no estádio da Montanha

Na segunda passagem da seleção brasileira de rugby por Bento Gonçalves, o torcedor novamente atendeu ao chamado e compareceu em bom número no estádio da Montanha, mas assim como na primeira experiência na cidade, o resultado não foi o esperado. Dessa vez, a derrota foi ainda mais dolorida, considerando as circunstâncias e a consequência.

Mais de mil pessoas assistiram a um início promissor do Brasil. Com domínio territorial e vantagem nas jogadas de scrum e line, principalmente, abriu 8 a 0, com penal de Grillo e try de Estrela. A superioridade, no entanto, durou somente 30 minutos. Aos poucos, o Brasil foi diminuindo o ritmo e, aos 39 minutos, sofreu o primeiro try, anotado e convertido por Alvarenga.

No segundo tempo, os donos da casa não conseguiram retomar o ímpeto inicial e, com domínio territorial, a virada dos visitantes ocorreu ao natural. Com penal de Alvarenga e try de Montiel, o Paraguai abriu 17 a 8. Com dificuldades para furar a linha do rival, o Brasil esboçou reação aos 34 minutos com penal convertido por Rodox, mas não foi além disso. Aos 38, Alvarenga acertou penal e sacramentou o triunfo que manteve os paraguaios na elite do rugby Sul-Americano. O Brasil, por sua vez, encerrou participação na última colocação do torneio, com três derrotas em três jogos, e precisará disputar repescagem contra o campeão do Sul-Americano B, ainda não definido, para assegurar permanência na elite em 2016.

 

É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

Instagram: @serranossa

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.