Casa das Artes rebate críticas sobre Anfiteatro

A Fundação Casa das Artes responde críticas feitas ao Anfiteatro na última terça-feira, 29, pela atriz Ângela Vieira, no término da peça O Matador de Santas. Depois de ser aplaudida, Ângela relatou seu descontentamento enfatizou que não há condições de deixar a obra inacabada, pois a infraestrutura atrás das coxias é precária.

De acordo com a nota enviada pela Casa das Artes, a Fundação passa por uma adaptação e reorganização devido às exigências do Plano de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCI), o que inclui problemas de acessibilidade. Todos os projetos antigos existentes desde o início da construção, há 22 anos, passam por uma reavaliação e atualização, incluindo as partes inacabadas do prédio. A Fundação evidencia o fato de que as novas normas do tribunal de contas exigidas para processos licitatórios em obras públicas mudaram, o que exige mais trabalho.

A Secretaria de Cultura, em conjunto com o IPURB, afirma que a Casa das Artes reavaliou e atualizou todo o projeto dos camarins de acordo com as normas de PPCI. O projeto está em análise na Caixa Econômica Federal e aguarda liberação dos recursos. A obra está orçada em R$ 200 mil, valor economizado com o aproveitamento das cadeiras do antigo Cine Ipiranga. Esse trabalho foi feito durante todo o ano de 2010.

O término das obras também abrange a rede elétrica para corrigir problemas apresentados ainda no início da construção. Para esse projeto, os recursos são próprios e estão orçados no valor de R$ 55 mil. Atualmente o projeto está em processo de avaliação pela RGE. Segunda a Secretaria de Cultura, também foi feita uma reavaliação do projeto inicial de iluminação e mecânica cênica. A diferença do novo projeto é que o sistema não é fixo, pois cada espetáculo recebe um tratamento de cenário e iluminação de acordo com suas características, tornando desnecessária a instalação definitava. O novo projeto está pronto e irá custar R$ 350 mil.

Em dezembro deste ano a Fundação Casa das Artes comemora 25 anos. Este é o prazo para que a construção esteja totalmente concretizada. A Casa das Artes ainda trabalha no Restauro do Museu do Imigrante, arrecadando fundos através do projeto Patrimônio é Show.

Josiane Ribeiro

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.