Castrações de cães e gatos em Bento passarão a ser feitas por cinco clínicas veterinárias

Novo edital contempla duas clínicas no município, uma em Garibaldi, uma em Farroupilha e outra em Caxias do Sul. Anteriormente, apenas uma clínica de Bento ficava responsável pelos procedimentos

Foto: Unsplash

A secretaria de Saúde de Bento Gonçalves promoveu uma reunião com ONGs e voluntários da causa animal na noite de terça-feira, 08/03, na Casa das Artes. O objetivo foi apresentar o novo edital de castrações, lançado no dia 17/02 no município. A partir dele, haverá ampliação no número de castrações de cães e gatos feitas anualmente em Bento, contando com a participação de cinco clínicas veterinárias e um valor aproximado de R$ 300 mil – praticamente o dobro do que vinha sendo investido nos anos anteriores.

O último edital para castrações no município estava em vigência desde 2018. Conforme dados da prefeitura, nesse período quatro mil procedimentos foram realizados. O número é considerado baixo diante da grande demanda em Bento e vinha sendo alvo de críticas constantes de protetoras da causa animal. Diante disso, o setor responsável pelas castrações na secretaria de Saúde, comandado pelo secretário-adjunto Gilberto Junior, decidiu reformular o edital com alterações importantes. Uma delas diz respeito ao orçamento dos procedimentos, a fim de tornar o processo mais atrativo para as clínicas.

Após cerca de quatro meses de preparação, o novo edital foi lançado no dia 17/02. “Foram feitas diversas reuniões e visitas às clínicas veterinárias da região, a fim de ressaltar a importância dessa parceria com a prefeitura”, expôs o secretário-adjunto. “Também ajustamos os valores com base na inflação. Mesmo assim, muitas clínicas do município ficaram receosas em participar [do edital]. Por isso acabamos buscando clínicas de fora”, complementou. Após a fase de diálogo, cinco clínicas veterinárias demonstraram interesse em participar do edital – duas delas em Bento Gonçalves (Polivete e São Francisco), uma em Garibaldi (Meu Amigo Pet), uma em Farroupilha (Pet Shop da Hora) e, outra, em Caxias do Sul (ProBem). Representantes desses estabelecimentos estiverem presentes na reunião. “Estamos muito satisfeitos e honrados em participar desse projeto do município de Bento Gonçalves. Nosso trabalho, hoje, visa lucro, mas também visa o bem dos animais”, comentou o responsável pela clínica parceria de Farroupilha, Osmar Antônio de Assunção.

Outra mudança do novo edital diz respeito às modalidades contempladas. Anteriormente, o valor investido pela prefeitura contemplava apenas o procedimento e a micro-chipagem. Com o novo edital, também estão inclusos gastos com hospedagem, exames pós-operatório, procedimentos de urgência e emergência (ligados à castração), anestesia e táxi-dog.

Reunião com voluntários da causa animal foi realizada na noite de terça-feira, 08/03, na Casa das Artes. Foto: Eduarda Bucco

Em relação ao transporte dos animais, a secretaria de Saúde afirma que, nos próximos dias, já passará a contar com um veículo destinado às ações da causa animal. Além disso, o município também terá um Samu Pet, que auxiliará no deslocamento de casos urgentes envolvendo cães e gatos. Os dois veículos já foram adquiridos pela secretaria, mas levarão um tempo para entrar em funcionamento para que a pasta possa “estrutura seu uso”.

Outra novidade diz respeito à reestruturação do setor da causa animal dentro da Saúde. Na segunda-feira, 07/03, foi aprovado na Câmara de Vereadores um projeto que autoriza a contratação de dois novos médicos veterinários. Esses profissionais serão responsáveis pela auditoria, fiscalização, encaminhamentos, dúvidas e serviços de urgência relativos às castrações. “Hoje contamos apenas com uma veterinária [Rafaela Zenatto Jornada], mas como iremos aumentar o número de prestadores de serviço, a demanda será multiplicada. É bastante trabalho. Então precisamos de mais pessoas para fiscalizarem esse fluxo”, explica o secretário-adjunto.

Até o momento, 83 animais foram castrados ainda pelo antigo edital em 2022. O total de agendamentos nesse começo de ano foi de 107 animais, mas 24 não foram encaminhados na data agendada. Atualmente, a média é de 2.500 animais na fila de espera. “Nosso objetivo é zerar essa fila até o fim do ano. É um desafio, mas vamos trabalhar forte em cima disso”, afirma Gilberto. “Com a redução das filas, teremos um fluxo menor de animais precisando de ajuda. Com isso tudo organizado, podemos partir para novas ações no futuro”, adianta.

Atualmente, a causa animal na prefeitura de Bento Gonçalves é dividida em três pilares: conscientização, castração e fiscalização. A administração pública chegou a afirmar que todos os pilares, a partir do novo edital, ficariam concentrados na secretaria de Meio Ambiente. Entretanto, as castrações serão mantidas com a Saúde, por se tratar de uma questão de Saúde Pública.

Ao fim da reunião, a prefeitura ainda adiantou dois projetos que estão sendo trabalhados no setor: um edital de contratação de empresa para procedimentos e exames veterinários – que abrangeria outras necessidades além das castrações –, e um edital para hospedagem de animais vítimas de maus-tratos e animais bravios. “Nós estamos abertos a novas ideias. Queremos propor uma gestão conjunta [com voluntários e comunidade]. Estamos juntos numa mesma causa, que é proteger, amparar e proporcionar uma melhor qualidade de vida aos nossos animais”, finalizou a veterinária Rafaela Zenatto Jornada.  

Para mais informações sobre a causa animal em Bento e sobre as castrações, o contato é o 99223-1853 (WhatsApp) e e-mail [email protected] O próximo período de cadastramento de animais para castração será de 23 agosto a 03 de setembro, diretamente na secretaria de Saúde (rua 10 de Novembro, 190, bairro Cidade Alta), ou pelos telefones 3055-7115 ou 3033-7017.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.