Centro de Material Bélico da BM capacita primeira mulher armeira da instituição

A soldado Caroline Chagas Jobim, com o cabelo preso em choque e vestindo farda da BM, segura com a mão direita um martelinho para bater em um pino de metal sobre uma pistola que está em cima de uma mesa.
Soldado Caroline Chagas Jobim concluiu capacitação de 40 horas para o manejo de manutenção de armamentos diversos. Foto: Divulgação/BM

A Brigada Militar formou a primeira mulher armeira da corporação. A soldado Caroline Chagas Jobim, 28 anos, completou o curso de aperfeiçoamento no módulo que capacita militares para o manejo de manutenção em armamentos de diversos modelos. A qualificação foi ministrada por uma empresa fabricante de armas, sediada na cidade de São Leopoldo, no Vale do Sinos.

A soldado Caroline Chagas Jobim, com cabelo preso em coque e vestindo farda da BM, segura com as duas mãos uma pequena peça de uma arma longa que está desmontada sobre uma bancada a sua frente.
Soldado ingressou na BM em 2016 – Foto: Divulgação/BM

O curso, de 40 horas aula, concluído no final de maio, teve por objetivo a formação de armeiros, preparados para desmontagem de armas curtas e longas em 1°, 2° e 3° escalão, como pistolas, carabinas, fuzis e espingardas. A policial militar desenvolveu habilidades técnicas na resolução de panes e na utilização de ferramentas de manutenção e reparos dos armamentos.

Além da soldado Jobim, também concluiu a capacitação o soldado Eberton Peruzzi, ambos lotados no Centro de Material Bélico da BM (CMB). Com a formação no curso de armeira, a soldado Jobim, que ingressou na corporação em 2016, torna-se referência e inspiração para as demais colegas ao demonstrar disciplina e persistência para aptidão e conhecimento, tornando-se a primeira policial feminina a conquistar a atividade especializada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.