Cepromec: inscrições abertas para curso de Torneiro Fresador até o dia 19 de agosto

Ao mesmo tempo em que as estatísticas apontam a alta do desemprego em diversos setores, a indústria, de forma geral, ainda reclama a falta de mão de obra especializada para atender com eficiência suas necessidades. Investir em qualificação aparece, mais uma vez, como a alternativa para quem deseja driblar os entraves do mercado e prospectar oportunidades de sucesso profissional.

Os trabalhadores ligados ao segmento metalmecânico dispõem de uma nova opção de capacitação para incrementar os diferenciais de seu currículo. O Centro Profissionalizante do Setor Metalmecânico e Material Elétrico de Bento Gonçalves abre inscrições para o curso de Torneiro Fresador. As aulas iniciam dia 22 de agosto, três vezes por semana (segundas, quartas e quintas-feiras, das 19h às 22h20), com total de 160 horas. Os candidatos à turma dever ter concluído a modulo de treinamento em LID (Leitura e Interpretação de Desenho) e Metrologia.

Combinando teoria e prática, o programa do treinamento habilita o profissional para enfrentar as exigências de um mercado cada vez mais seletivo na hora de contratar. “Hoje, as empresas estão muito atentas à formação do trabalhador, privilegiando aqueles que chegam ao chão de fábrica preparados para atender as demandas com eficiência. Esse curso pode, sem dúvida, abrir muitas oportunidades de colocação e promoção na carreira”, observa o coordenador do Cepromec, Denis Braun.

Os interessados em participar do treinamento de ‘Torneiro Fresador’ podem se inscrever até o dia 19 de agosto na sede do Cepromec (Rua Ângelo Marcon, 320, bairro São Roque). As vagas são limitadas. Informações pelo telefone (54) 3452.0610.

Sobre o Cepromec

O Centro Profissionalizante do Setor Metalmecânico e Material Elétrico de Bento Gonçalves (Cepromec-BG) é um projeto encampado pelo STIMMME que ganhou contornos reais no início de 2010. A iniciativa surgiu da dificuldade em encontrar trabalhadores preparados para atender às necessidades do cada vez mais exigente mercado nos segmentos metalmecânico e de material elétrico. Com a criação do Centro, o setor consolida importante avanço rumo à formação de um contingente de mão de obra especializada. Sua estrutura conta com pavilhão de 350 m², com laboratórios de informática, Eletricidade, de usinagem e de solda, além de salas para aulas teóricas, recepção e administração.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.