Com investimento de R$ 272 milhões, Todeschini anuncia ampliação e geração de empregos

Com previsão de construir um novo centro de distribuição para móveis seriados e ampliar seu pavilhão industrial, a empresa Todeschini, de Bento Gonçalves, deve receber ao longo do mês de janeiro a aprovação de incentivo de R$ 272 milhões junto ao Fundo Operação Empresa do Rio Grande do Sul (Fundopem-RS), solicitado no início do mês à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado. A proposta é a geração de 300 novos empregos pela empresa.

Segundo o pedido protocolado na Secretaria Estadual, o montante será utilizado para a construção de um centro de distribuição de 25.000m² e a ampliação do pavilhão em 40.000m², além da aquisição de equipamentos para produção customizada de móveis. Com o investimento, a empresa pretende ampliar sua produtividade e ofertar móveis diferenciados ao mercado.

Em entrevista à Gaúcha ZH, o CEO da empresa, Paulo Farina, detalhou que cerca de R$ 140 milhões são para o maquinário, com a ampliação da fábrica. Outros R$ 130 milhões são para o novo centro de distribuição, junto à planta.  “Os equipamentos são para o desenvolvimento de novos produtos e aumento da qualidade dos atuais, além de ganhos de produtividade”, afirmou à coluna de Giane Guerra.


No local já está sendo feita a terraplenagem e um projeto que já estava no planejamento da empresa há alguns anos. A fábrica começa a ser erguida em janeiro para ser concluída no final de 2022. O centro logístico também deve ficar pronto no próximo ano.

A produção será destinada, principalmente, para o mercado interno. Segundo Farina, a unidade atenderá à demanda alta por móveis prevista para os próximos dois anos, quando ficam prontos os imóveis vendidos no momento aquecido da construção civil.

Com mais de 80 anos de atividades e um parque fabril de 54.000m², a Todeschini produz diariamente 600 toneladas de produtos para o mercado interno e externo e é dona de cinco marcas: Todeschini, Carraro, Criare, Italínea e Avantti. Atualmente, o grupo emprega 1.200 pessoas.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, Edson Brum, comemorou a busca da empresa pelo incentivo. “Com as reformas que o governo do Estado fez, desburocratizamos, diminuímos os prazos e melhoramos o Fundopem. A Todeschini é uma marca gaúcha que nos orgulha e estamos felizes por acreditarem no Rio Grande do Sul e continuarem seus investimentos aqui, gerando emprego e renda para nossa gente”, afirmou.