Comissão busca alternativas para auxílio-aluguel

Desde que a prefeitura anunciou apontamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre uma possível irregularidade no auxílio-aluguel concedido aos policiais em Bento Gonçalves, lideranças comunitárias vêm buscando alternativas para evitar a evasão de servidores em função do alto custo de vida local. A mais recente adesão à campanha foi da União das Associações Comunitárias e de Moradores de Bairros de Bento Gonçalves (UACB), que criou nesta semana uma comissão para debater formas de se retomar o benefício.

As primeiras soluções apontadas são adaptações do convênio entre prefeitura e servidores. Em vez de ter a Fundação Consepro como intermediadora do auxílio, como ocorria até o ano passado, cogitou-se que o repasse seja feito diretamente ao Estado. Outra proposta seria uma parceria entre Poder Público e associação dos policiais, tendo sido abordada ainda a possibilidade de convênio com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Para o presidente da Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar de Bento Gonçalves, Leonildes Lavinicki, sem o auxílio-aluguel é natural que os agentes queiram deixar o município. “Infelizmente é assim que funciona. O desejo dos policiais de permanecerem no município é proporcional aos atrativos oferecidos”, afirma. Os policiais militares do Estado recebem o menor salário da categoria no país: piso de R$ 1.246 por mês.  

As propostas de retomada do benefício serão levadas ao prefeito e a viabilidade deve ser debatida durante as reuniões da comissão recém-formada, que conta com três representantes da UACB, três presidentes de associações de moradores dos bairros, dois vereadores, um representante do poder Executivo e dois da classe dos policiais. O primeiro encontro do grupo está marcado para o dia 2 de junho, às 13h30min. Ficou definido ainda que os membros poderão estender o convite para outras entidades.

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.