Comunidade da região se mobiliza para ajudar cachorro jogado de penhasco em Bento Gonçalves

Durante a semana, centenas de doações em dinheiro foram direcionadas para a clínica onde o animal está internado e para a vaquinha on-line criada pelo Corpo de Bombeiros e pela Brigada Militar

Foto: Eduarda Bucco/SERRANOSSA

O caso do cãozinho colocado dentro de uma sacola e jogado de um penhasco entre os bairros Ouro Verde e Universitário, em Bento Gonçalves, chocou a comunidade local e todo o Rio Grande do Sul. Diversos veículos de comunicação divulgaram o caso, o que ajudou a formar uma grande rede de solidariedade em prol do animal. Até esta sexta-feira, 15/10, cerca de R$ 6 mil haviam sido direcionados para a clínica onde o cão está internado em Bento. Na vaquinha on-line criada pelo Corpo de Bombeiros, em conjunto com a Brigada Militar, o total passou de R$ 6 mil.

O crime de maus-tratos contra o animal foi registrado no último sábado, 09/10, quando um morador passou pelo local, um loteamento, e escutou o choro do cão. Ao olhar para baixo do penhasco, notou a sacola que se mexia e acionou o Corpo de Bombeiros de Bento para realizar o resgate.

O cão estava extremamente debilitado e, num primeiro momento, ficou sob os cuidados do morador que havia o encontrado. Entretanto, no domingo, 10/10, com o apoio de uma protetora individual e da ONG Amigos Pet de Bento, o cão foi transferido para uma clínica veterinária, onde segue internado. “A gente ainda não acredita que alguém tenha tido a coragem de fazer isso. Vemos sempre casos de abandonos, mas jogarem em um saco de lixo assim foi terrível”, desabafou a filha do morador, que também está auxiliando no caso.

O cão foi batizado de Coragem e seu estado de saúde é estável. Entretanto, as veterinárias que estão o atendendo informaram que ele está com lesões na coluna, o que está impedindo o movimento das patas traseiras. Na quinta-feira, 14/10, ele realizou uma consulta com uma neurologista, que informou a necessidade de uma ressonância magnética em Porto Alegre. A princípio, foi constatado que Coragem tem sensibilidade nas patas e poderá voltar a caminhar.

As doações recebidas serão utilizadas para cobrir todos os custos com internações, medicações e tratamentos necessários, o que pode incluir cirurgia e terapias alternativas. O restante do valor será destinado ao tratamento de demais animais resgatados no município.

INVESTIGAÇÃO

O caso foi registrado em boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Bento Gonçalves e deverá ser transferido à 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP) para abertura de um inquérito policial, a fim de identificar a autoria do crime. Entretanto, até esta sexta-feira, 15/10, a Polícia Civil ainda não havia atualizado a situação da ocorrência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.