Consepro: de herói a vilão

Aclamado há anos pela comunidade como importante e, muitas vezes, único aliado na manutenção de órgãos de segurança em Bento Gonçalves, de uma hora para a outra o Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) passou a ser alvo de polêmicas. Conhecido pela compra e conserto de viaturas e equipamentos e até mesmo pela construção de prédios como os que hoje abrigam as três delegacias locais, praticamente sem a temida burocracia e demora dos órgãos públicos, o conselho parece ter se tornado, de repente, o vilão da história. Quem compartilha essa percepção é o presidente do Consepro, Geraldo Leite, que se diz surpreso com os recentes acontecimentos.

As polêmicas envolvendo o Consepro começaram pelo cancelamento do pagamento do auxílio-aluguel aos policiais em maio deste ano. O valor de R$ 250 mensais para cada soldado foi repassado pela prefeitura ao Conselho até final de 2010. O corte foi anunciado pelo prefeito Roberto Lunelli após apontamentos de irregularidade por parte do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Outro entrave foi a impossibilidade de realizar o conserto das nove câmeras de videomonitoramento, que ficaram inoperantes por cerca de 30 dias após o sistema ter sido atingido por um raio e foram consertadas pela prefeitura, mesmo o equipamento, até então, ser propriedade do Estado. O que causa estranheza é que o repasse de verbas públicas para o Consepro acontece há anos, inclusive em gestões de prefeitos que tiveram suas contas plenamente aprovadas pelo TCE sem apontamento de irregularidades como as que surgem no momento.

Ao mesmo tempo, Lunelli manifestou o interesse, já confirmado, em não mais repassar os 21% da arrecadação total do estacionamento da área azul em Bento Gonçalves ao Consepro e direcionar o valor o Conselho Municipal de Segurança Comunitária (Consecom).  “Não recebemos nenhuma informação oficial, só soubemos pela imprensa”, conta Leite. “Assim fica difícil de dizer o que, de fato, está acontecendo”, complementa.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira.

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.