Cooperativa Vinícola Garibaldi conversa com produtores sobre objetivos, produtividade e tecnologia

Um encontro para renovar conhecimentos e reforçar o sentimento de pertencimento – assim foi a programação que a Cooperativa Vinícola Garibaldi realizou na sexta-feira, 05/11, na sede da Associação dos Motoristas de Garibaldi: uma série de palestras referentes ao programa Garibaldi Jovem, destinado a engajar as novas gerações com a cooperativa, alinhar expectativas e intensificar a participação nos negócios. Cerca de 100 pessoas tiveram a oportunidade de ouvir atualizações sobre o trabalho, novos objetivos traçados, estratégias para melhorar a produtividade, conceitos do cooperativismo e, por fim, dicas para utilização do software rural Aegro.

A atualização de informações ficou a cargo do presidente, Oscar Ló. Ele iniciou a fala destacando que a realização do Garibaldi Jovem tem por objetivo pensar o futuro da cooperativa – 2022, mas principalmente os próximos dez anos. “Temos um negócio rentável em nossas mãos. Só depende de nós dar essa sequência”, disse.

Ló elencou dados como o número atual de associados da Cooperativa Vinícola Garibaldi. São 430 membros e 201 funcionários, cultivando 1.050 hectares. O resultado é uma safra em 2021 de 25 a 30 milhões de quilos de uva e a comercialização de 18,1 milhões de litros e 2,52 milhões de caixas. O trabalho bem feito tem como consequência 59 prêmios conquistados até outubro de 2021, destaque da pesquisa Marcas de Quem Decide pelo segundo ano consecutivo como o espumante mais lembrado pelos gaúchos e pelo sétimo ano seguido o melhor fornecedor de espumantes pelo prêmio Carrinho Agas, da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas).

O presidente destacou que existe o objetivo de se tornar referência nacional em espumantes até 2023. O trabalho para essa conquista avança através da venda em todos os estados brasileiros e cinco filiais, localizadas em Porto Alegre, Minas Gerais, Pernambuco, bem como as atrações oferecidas no Complexo Enoturístico, cujo tíquete médio vem aumentando nos últimos anos – era de R$ 31 em 2019, passou para R$ 61 em 2020 e chegou a R$ 113 em 2021.

Atualmente, a cooperativa trabalha com 15 marcas e 87 itens no portfólio. O destaque vai todo para a linha dos rosés, desde já uma tendência e não mais uma moda, de acordo com o presidente Oscar Ló. O Granja União Merlot Rosé, o Rosé Pinot Noir, o Ice Rosé e os frisantes Relax – este com aumento de 305% nas vendas entre 2020 e 2021 – ganham cada vez mais destaque, consolidando a ideia de que o olhar da vinícola para o público jovem e as novas experiências tem sido correto.

Ló enfatizou, ainda, a responsabilidade da Cooperativa Vinícola Garibaldi com o meio ambiente. Entre as ações desempenhadas, há o tratamento de toda a água residual dos processos em estrutura própria e a reutilização de 70% da água utilizada, bem como o fornecimento de energia oriundo totalmente de fontes renováveis, como o gás natural.

Qualidade e cooperativismo

Os associados tiveram a oportunidade de ouvir o enólogo e gerente técnico da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Ricardo Morari, explicar processos que contribuem para melhorar a qualidade da uva. Entre eles, o cuidado na utilização de agrotóxicos e a escolha por bons equipamentos. “A produção de espumantes consiste em um ciclo vicioso: quanto melhor a uva, menor o custo para processar. Melhores produtos resultam em clientes mais satisfeitos e consequentemente mais vendas, mais faturamento e lucro e investimentos que lá na frente resultarão em melhores uvas.”

O encontro contou, ainda, com palestra da gerente de controladoria da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Elizabeth Chiminazzo Rossi, sobre os princípios do cooperativismo. Elizabeth destacou itens como a adesão livre, o controle democrático e a neutralidade política, religiosa e racial.  “É importante que o cooperado esteja alinhado com estes pontos. Nossa ideia é, cada vez mais, fortalecer o sentimento de pertencimento de vocês com estes conceitos”, disse.

Durante a programação, os associados puderam entender melhor sobre o Aegro, software voltado a melhorar a produção agrícola no campo. Os viticultores da Cooperativa Vinícola Garibaldi aderiram à tecnologia em setembro de 2020 e, através dela, têm acesso a dados como indicadores e gráficos que auxiliam na tomada de decisões mais assertivas, sem depender de sinal de internet.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.