Corpo de Bombeiros Militar reforça efetivo e dá posse ao novo comandante-geral

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) formou 101 soldados no Curso Básico de Formação de Bombeiro Militar (CBFBM), em cerimônia realizada nesta quarta-feira, 24/11, no Teatro da Fiergs, em Porto Alegre. A solenidade também marcou a passagem do comando-geral da instituição. Com a ida do até então comandante-geral do CBMRS, coronel César Eduardo Bonfanti, para a reserva, o coronel Luiz Carlos Neves Soares Júnior deixou o cargo de subcomandante-geral para assumir o mais alto posto da corporação. O coronel Otávio Polita Filho, que até então era o diretor do Departamento de Planejamento e Integração (DPI) da Secretaria da Segurança Pública (SSP), assume a função de subcomandante-geral. O governador Eduardo Leite e o vice-governador e secretário da SSP, delegado Ranolfo Vieira Júnior, participaram do evento.

O governador agradeceu ao coronel Bonfanti pela dedicação durante os três anos de comando e pela trajetória de serviços prestados, e aos formandos pela escolha da missão de defender a sociedade gaúcha, lembrando do heroísmo do tenente Deroci Almeida e do sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, bombeiros que perderam a vida no incêndio do prédio da SSP, na capital, em julho deste ano.

Os soldados que ingressaram no CBMRS concluíram cerca de 1.600 horas/aula, com disciplinas como técnicas de salvamento, técnicas de combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, e direitos humanos, além do estágio supervisionado. As aulas, iniciadas em abril deste ano, começaram em formato híbrido, dando prioridade para o ensino à distância e limitando o número de alunos nas aulas presenciais. A medida possibilitou que a convocação dos novos servidores fosse mantida com segurança, para evitar o contágio pela Covid-19.

Entre os 101 formandos, 80 são homens e 21, mulheres. O soldado Andres Gesse Arboit de Lima recebeu destaque como primeiro colocado do curso de formação, com média final de aprovação de 9,67.

Troca de comando

Na solenidade da troca de comando, o coronel Bonfanti entregou as funções ao seu sucessor, coronel Luiz Carlos Neves Soares Júnior. Bonfanti também parabenizou os formandos, que o escolheram como paraninfo da turma. “Essa troca de comando representa a renovação e o futuro da instituição, que vai estar em excelentes mãos. Após quase três anos de comando e quase 35 anos de serviço, espero ter deixado, além de companheiros de farda e profissão, amigos. Pois é assim que considero a todos. Aos meus afilhados, os novos soldados, desejo muito sucesso e que usem o seu conhecimento em prol da sociedade. Atendam e tratem a todos como gostariam de ser tratados, sem distinção”, afirmou.

Formado em Ciências Militares, Bonfanti chefiou a seção de combate a incêndios, em sua cidade natal, Santa Cruz do Sul, e comandou a unidade do CBMRS em Venâncio Aires. O coronel também comandou o 7º Batalhão e Bombeiro Militar (BBM) em Passo Fundo, o 6º BBM, em Santa Cruz do Sul, e o 1º BBM, em Porto Alegre, antes de se tornar subcomandante-geral. Desde janeiro de 2019, o oficial ocupava o mais alto posto da corporação.

O coronel Luiz, agora comandante-geral da corporação, é bacharel em Ciências Jurídicas e pós-graduado em Gestão da Segurança Pública. O oficial, que ingressou na Brigada Militar em 1991, atuou como comandante da companhia do CBMRS em Gramado, foi subcomandante do 5º BBM de Caxias do Sul e também comandou o 1º BBM de Porto Alegre. Além disso, foi diretor do Departamento de Segurança Contra Incêndios e, desde março deste ano, exercia as funções de subcomandante-geral da instituição.

“Agradeço pela confiança que me foi depositada e desejo aos novos soldados todo o sucesso nessa grande instituição”, disse o coronel Luiz.

O segundo posto na hierarquia dos Bombeiros será agora exercido pelo coronel Polita. O oficial, graduado em Ciências Jurídicas e pós-graduado em Gestão da Segurança Pública, ingressou na BM em 1990. No CBMRS, chefiou a Assessoria de Tecnologia da Informação e Comunicações e também a Assessoria Jurídica. Polita também comandou o 8º BBM, em Canoas. Na SSP, o oficial foi diretor do Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI) e do DPI, cargo que deixou para assumir as funções de subcomandante-geral.

Ao fim do evento, no pátio do teatro, os novos soldados encerraram a formatura com o tradicional “batismo” da corporação. Na celebração, os bombeiros recém-formados atravessaram os jatos de água que vinham de viaturas da corporação e comemoraram com os familiares.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.