Declarações e suas verdades

Nesta semana deu o que falar a declaração do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, dada ao programa “Sem Censura”, da TV Brasil. Durante entrevista, ele afirmou que “Universidade deveria ser para poucos”. Como sempre, observamos que em alguns meios de comunicação existe a preferência em extrair trechos de entrevistas dadas principalmente por políticos, tirando de contexto falas que possam chamar mais a atenção do público e tornando na maioria das vezes a notícia como verdadeira, o que gera revolta e indignação em quem discorda do que é exposto.

O que poucos fizeram após a divulgação parcial dos trechos da entrevista do ministro, no entanto, foi ir em busca da informação completa, que revela que ele realmente afirmou a frase mencionada anteriormente, porém ficou claro que dentro do contexto da entrevista, além da formação Superior, deveríamos dar maior atenção e valorização ao Ensino Técnico, tema que já foi abordado em colunas anteriores, destacando a importância dos profissionais técnicos e das instituições que fomentam esta área de ensino.

Foi a partir desta demanda que surgiram os Cursos Tecnólogos, considerados, inclusive, formação Superior, pois há muito tempo o Ensino Técnico profissionalizante vem sendo deixado de lado, e agora chegou a conta pela falta de profissionais nesta área. Para justificar esta diminuição, basta avaliarmos o que aconteceu na área da Enfermagem, na qual a redução do número de técnicos no mercado de trabalho obrigou muitos hospitais a contratarem bacharéis em Enfermagem como enfermeiros assistenciais, com uma remuneração mais baixa para suprir a demanda em aberto. E isso não acontece somente na área da saúde, também observamos nas áreas das engenharias e da informática.

Como educador que sou, acredito que a Universidade é para quem deseja se aperfeiçoar cada vez mais, pois a busca pelo conhecimento deve ser contínua, mas não devemos pular etapas, e a área técnica é uma excelente alternativa tanto para uma formação mais rápida, quanto para colocação no mercado de trabalho. Recordo, inclusive, que inúmeras empresas reclamavam de profissionais com inúmeras titulações, porém sem nenhuma experiência, que muitas vezes pode ser adquirida através de uma formação técnica.

Fica claro que todos os níveis de educação têm um papel significativo na transformação do ser humano, e que bom levantar estes debates, pois podemos divergir no campo das ideias, mas jamais discordar que a Educação é a nossa última arma contra a ignorância e a corrupção que atinge nossos municípios, estados e o País. 

Apoio:

  
 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.