Definido maior prêmio latino-americano de design

O Salão Design Casa Brasil 2011, uma das mais importantes premiações de design de produtos do mundo e a maior da América Latina, já tem seus vencedores. Foram escolhidos 31 projetos – 17 foram premiados e 14 receberam menções -, nas modalidades estudante, profissional e indústria, de 1105 trabalhos inscritos, vindos de 18 países. Os projetos concorreram nas categorias Acessórios Domésticos, Iluminação, Móveis Residenciais, Móveis Institucionais e na categoria temática chamada Design de Superfície Aplicado ao Mobiliário. Também foram oferecidos o prêmio Madeiras Alternativas, que incentiva o manejo sustentável de florestas nativas, e Mérito Social, para os concorrentes que apresentaram projetos com a participação de entidades carentes, feitos em matérias-primas recicláveis ou naturais.

Os finalistas foram avaliados nos dias 30 de junho e 1º de julho, em Bento Gonçalves (RS), por importantes figuras do design. Os jurados foram o argentino Eduardo Naso, professor titular de Desenho Industrial na Faculdade de Belas Artes, da Universidade Nacional de La Plata e da pós-graduação em Design de Mobiliário na Faculdade de Arquitetura, Design e Urbanismo da Universidade de Buenos Aires; pelo arquiteto e urbanista carioca Leonardo Lattavo, mestre em Arquitetura na University College of London; pela jornalista e crítica de design Maria Helena Estrada, editora da revista Arc Design, de São Paulo; pelo gaúcho Daniel Camera, diretor da Projeto 3 Design de Móveis; e por Renata Rubim, designer de superfícies e consultora de cores, de Porto Alegre. Os critérios de avaliação foram adequação ao público, conceito, forma e função, grau de inovação, qualidade e segurança.

Segundo a presidente do júri, Maria Helena Estrada, a grande surpresa nessa edição foi o não predomínio de forma absoluta de madeira, que cede lugar ao acrílico e ao metal. Ela ainda acrescentou em sua análise: “Do ponto de vista da tecnologia não apareceram grandes avanços, o “low-tech” predomina”. Na visão de Leonardo Lattavo, houve um esforço de alguns designers em buscar materiais alternativos – e foram justamente esses que chamaram a atenção do júri. “Os estudantes mostraram maior preocupação do que os profissionais em sair do convencional trinômio assento-mesa-utensílio de mesas”, destacou. Eduardo Naso  comentou a preocupação dos participantes em enviar projetos com viabilidade produtiva. “Não adianta os designers terem idéias mirabolantes que não possam ser executadas, garantiu ele. Para a organização do concurso, a qualidade dos protótipos enviados nessa edição foi melhor que nos anos anteriores.

O Salão Design, que acontece há 22 anos, é promovido pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), com o objetivo de integrar a criatividade e a inovação tecnológica por meio do design. Os vencedores serão premiados em uma evento no dia 3 de agosto e participarão de uma exposição na Casa Brasil 2011, feira de produtos contemporâneos de alto padrão, realizada em Bento Gonçalves, de 2 a 6 de agosto. A edição 2011 do Salão Design conta com o patrocínio da Impress. O concurso já revelou vários talentos nacionais e internacionais, como os designers Renata Moura, Flávia Pagotti, Rodrigo Calixto, Roque Frizzo e Jorge Montana. Outros nomes reconhecidos, premiados no Salão Design, são Guto Índio da Costa, Marcelo Rosenbaum, Tina e Lui, Eulália Anselmo e Zanini de Zanine.

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.