Delegado é encontrado morto na sede da Polícia Federal em Caxias

Nesta segunda-feira, 09/08, o delegado Gastão Schefer Neto, de 48 anos, foi encontrado morto por disparo de arma de fogo na sede da Polícia Federal (PF) de Caxias do Sul. Conforme a Polícia Federal, que conduz as investigações, o caso está sendo tratado inicialmente como suicídio.

O delegado estava trabalhando em Caxias desde o mês de junho. Natural do Paraná, em 2020, Schefer foi chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Gastão Schefer Neto também concorreu ao cargo de deputado federal pelo Paraná duas vezes. Em 2018, pelo PSL, recebeu 4.670 votos. Já em 2014, pelo PR (hoje PL), o delegado conquistou 23.239 votos. Em ambas as ocasiões, não foi eleito.

Nas redes sociais, sindicatos de delegados e policiais federais do Rio Grande do Sul e do Paraná lamentaram a morte de Schefer. "O SINPEF/RS comunica, com profundo pesar, o falecimento do DPF GASTÃO SCHEFER NETO, lotado na SR/PF/PR, durante missão na Delegacia de Caxias do Sul/RS. Ele foi empossado em 2002 na PF como Escrivão, com lotação em Caxias. Nossas condolências à família e aos amigos neste momento de dor", diz a nota do Sindicato dos Policiais Federais do RS. O Sindicato dos Policiais Federais do Paraná também emitiu nota. "Neste momento de dor, nos solidalizamos em oração para que Deus conforte o coração de sua família e amigos neste momento difícil".  


 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.