Desembargador gaúcho concorre a vaga de ministro do TST

Francisco Rossal de Araújo é hoje o atual presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS)

Foto: Secom/TRT-RS

O desembargador Francisco Rossal de Araújo, atual presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), está na lista tríplice para o cargo de novo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O Pleno do TST escolheu na tarde de sexta-feira, 11/02, os três nomes que concorrem à vaga. Além de Rossal, foram indicados os desembargadores Sérgio Pinto Martins, do TRT da 2ª Região (SP), e Wolney de Macedo Cordeiro, do TRT da 13ª Região (PB).

A vaga em aberto é destinada a magistrado de carreira e decorre da aposentadoria do ministro Alberto Bresciani. A lista com os três nomes segue para apreciação do presidente da República, a quem caberá escolher um deles.

Natural de Alegrete (RS), Francisco Rossal de Araújo tomou posse como juiz do Trabalho substituto da 4ª Região em 27 de setembro de 1990. Em 22 de junho de 1993, assumiu a titularidade da 1ª Vara do Trabalho (VT) de Erechim. Também foi titular da VT de São Gabriel, da 27ª VT de Porto Alegre, da VT de Rosário do Sul e da 16ª VT de Porto Alegre. Tomou posse como desembargador em 28 de maio de 2012. Foi vice-presidente do TRT-RS no biênio 2020/2021 e é o atual presidente da Corte, no biênio 2022/2023.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.