Dinheiro do Banco Mundial para as RSCs 470 e 453

O Governo do Estado vai utilizar recursos do Banco Mundial para as obras de duplicação das RSCs 470 e 453. O anúncio foi feito pelo diretor de Infraestrutura da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Seinfra), Jeferson Couto, na tarde desta segunda-feira, dia 4, durante a reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC). O projeto ainda está em fase de elaboração e deve sair do papel somente em 2012.

De acordo com Couto, os recursos disponibilizados pela licitação realizada pelo Governo do Estado anteriormente não seriam suficientes para a conclusão das obras. Com isso, buscou-se outra alternativa para a duplicação. O diretor destaca que estão sendo buscados recursos  na ordem de R$ 1,3 bilhão junto ao Banco Mundial para o asfaltamento e duplicação de estradas, a fim de garantir os trabalhos do início até sua conclusão.  Atualmente, estão sendo finalizados os projetos de engenharia e de impacto ambiental exigidos pelo Bird (Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento), braço econômico do Banco Mundial, para a liberação do financiamento. 

Desta forma, revela o diretor, os projetos de duplicação das duas rodovias foram melhorados. A expectativa é de que tudo esteja concluído e o financiamento autorizado até o final deste ano. Atualmente, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) tem um contrato de manutenção rotineira das RSCs 470 e 453. Segundo Jeferson Couto, através deste contrato será intensificado o trabalho de melhoria da sinalização nas duas rodovias, outra reclamação constante dos usuários destas estradas. Sobre a questão da federalização das rodovias, Couto informou que o processo e a mobilização continuarão normalmente e que, mesmo que a 470 e a 453 se tornem federais, apenas será feito o repasse dos valores financiados para que as obras de duplicação saiam do papel. “Não podemos prometer prazo, mas estamos trabalhando seriamente para que estas obras aconteçam e as máquinas só sejam desligadas depois que tudo estiver pronto”, sentenciou o diretor de Infraestrutura.

Marcelo Maciel

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.