Doadores de sangue e medula óssea podem ter isenção em taxas de concursos públicos

A Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves aprovou, em primeira votação na sessão ordinária desta segunda-feira, dia 16, o projeto que prevê isenção da taxa de inscrição em concursos públicos dos poderes Executivo e Legislativo para doadores de sangue e medula óssea. A proposta é de autoria de Moacir Camerini (PDT) e voltou à pauta após pedido de vistas de Moisés Scussel Neto (PSDB), no último dia 2.

De acordo com o texto, “considera-se doador regular de sangue aquele que realiza, no mínimo, três doações por ano, atestadas por órgão oficial ou entidade credenciada pelo Poder Público”. A justificativa da medida destaca, ainda, que “em ambos os casos, seja no que se refere ao sangue e hemoderivados, seja no tocante à necessidade de medula óssea, a questão chave está em se expandir de forma consistente e sistemática o número de doadores”.

Além de Scussel, votaram contra a proposição os vereadores Adelino Cainelli (PP), Gilmar Pessutto (PSDB), Márcio Pilotti (PSDB), Marlen Pelicioli (PPS) e Clemente Mieznikowski (PTB). O projeto ainda deve passar pela segunda e terceira votações na próxima sessão.

Confira aqui o texto na íntegra.

(Foto: Priscila Pilletti/Arquivo SERRANOSSA)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.