ERS-122: trabalhos na alça de Caxias são retomados

EGR planeja obras de manutenção do pavimento, reparos localizados, roçada e limpeza em rodovias da Serra na próxima semana

Foto: Antonio Maciel/EGR

A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) informa que retomou as obras para construção da alça de acesso no entroncamento da RS-122 com a RSC-453, em Caxias do Sul. O trecho é uma importante ligação entre os municípios de Flores da Cunha, Antônio Prado e Ipê a Caxias do Sul e, também, para quem segue viagem com destino a Farroupilha, Bento Gonçalves, Porto Alegre e Região Metropolitana da Capital.

Após vencidas as novas medições topográficas e a atualização da licença ambiental, as próximas fases englobam terraplanagem, drenagem, pavimentação e sinalização da rodovia. Conforme o diretor-presidente da EGR, Luiz Fernando Záchia, a obra de 600 metros terá duração de quatro meses, com investimento em torno de R$ 1,5 milhão. “A alça de acesso à RSC-453 irá melhorar a logística de motoristas e caminhoneiros que transportam a economia de uma região próspera e produtiva”, destacou.

Trânsito

A EGR informa que não haverá a necessidade de paralisação no fluxo de veículos, mas reforça o pedido de atenção aos motoristas, pois haverá movimentação de funcionários, máquinas e veículos de transporte de material no local.

Obras na Região

A EGR informa que, a partir de segunda-feira, 16/05, executa obras e intervenções que contemplam manutenção do pavimento, reparos localizados, roçada e limpeza em rodovias da Serra Gaúcha. 

  • Serviços de manutenção no pavimento:

ERS-466, do quilômetro zero ao quatro, em Canela;

ERS-020, do quilômetro 72 a 95, entre Três Coroas e São Francisco de Paula;

  • Roçada e limpeza:

ERS-122, do quilômetro 20 ao 39, entre Bom Princípio e São Vendelino;

ERS-122, do quilômetro 112 a 120, em Antônio Prado;

Para a execução desses serviços, a EGR alerta motoristas e pedestres para que redobrem a atenção, respeitem a sinalização e os limites de velocidade em função de possíveis interrupções no fluxo de veículos decorrente da adoção de tráfego intercalado. Essas medidas podem ocasionar bloqueios de faixas e, consequentemente, lentidão ou retenção sinalizada de veículos. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.