Escritora Natalia Borges Polesso será a patrona da 36ª Feira do Livro de Bento

Aos poucos, a 36ª Feira do Livro de Bento Gonçalves começa a ganhar forma. Nesta quarta-feira, 25/08, o Prefeito Diogo Segabinazzi Siqueira e a Comissão Organizadora do evento anunciaram oficialmente Natália Borges Polesso como a patrona, e Sabrina Dalbelo como a escritora homenageada. O evento tem como tema “Novos Tempos, Novas Leituras” e ocorre de 6 a 17 de outubro.

Sobre o convite de ser patrona da 36ª Feira do Livro, Natalia evoca um fechamento de um ciclo: “é uma alegria e uma honra de ser patrona, além de ter uma força simbólica muito grande nesta fase da minha vida. Neste ano faço 40 anos e sou natural de Bento Gonçalves. Por força das circunstâncias não vivi em Bento Gonçalves, no entanto tenho muito apreço por este município. Será uma Feira do Livro maravilha e com viés sentimental, pois fecha um ciclo para mim na Serra Gaúcha”.


 

Sabrina expressa sua emoção de ser convidada como escritora convidada: “Bento Gonçalves é o local onde escolhi para criar meus filhos, compartilhar a vida com o meu marido, e é onde comecei a escrever. A escrita se tornou uma essencial na minha vida. Ela tem o poder de liberar o raciocínio e de estar caminhando junto na construção da consciência. É com muita honra e alegria, com o coração aberto, que aceitei o convite de ser escritora homenageada”.

O secretário de Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, salienta o caráter de empoderamento feminino.

“É um momento muito especial porque estamos realizando o convite especial da patrona e escritora homenageada. Temos uma dobradinha de mulheres, que tem o seu destaque na área do livro e literatura, e são novas vozes poderosas da atual Literatura e por coincidência duas bento-gonçalvense. A Natália não não mora há algum tempo aqui, mas é natural de Bento. A Sabrina, mesmo natural de Porto Alegre, já é bento-gonçalvense. Tanto a patrona, quanto a escritora homenageada estão com suas carreiras consolidadas. Vejo que elas com sua literatura, maneira de pensar, têm bastante a contribuir e ensinar para a gente”.

O Prefeito Diogo Segabinazzi Siqueira ressaltou que “estamos muito felizes e honrados em receber as escritoras, que serão as representantes da Feira do Livro 2021. Precisamos fazer deste encontro um incentivo aos jovens e as crianças para que desde cedo se envolvam no mundo da leitura”.

Durante o encontro, foi informado que a feira deste ano será no formato híbrido, tendo uma programação transmitida em canais nas redes sociais da Culturabento, e, também, presencial por conta de alguma flexibilização nas regras de distanciamento controlado, com todas as medidas sanitárias de distanciamento e controle para ter a segurança de realizar a feira.

Participaram do encontro a secretária de Educação, Adriane Zorzi, a bibliotecária da Biblioteca Pública Castro Alves, Paula Porto, e o gerente do Sesc-Bento Gonçalves, Jaques Fachinelli.

Natalia Borges Polesso

Nascida em Bento Gonçalves, a escritora, pesquisadora e tradutora brasileira, Natália tem oito livros publicados. Sua primeira obra ”Recortes para álbum de fotografia sem gente”, de 2013, ganhou o Prêmio Açorianos de Literatura. Seu título seguinte, “Amora”, lançado em 2017, chamou a atenção do público e crítica, e foi vencedor do prestigiado Prêmio Jabuti em duas categorias, Contos e Escolha do Leitor, e venceu os prêmios Açorianos e da Associação Gaúcha de Escritores (AGEs).

Em 2019, vem à lume seu primeiro romance, “Controle”. Em 2020, escreve juntamente com mais três escritores (Luisa Geisler, Marcelo Ferroni e Samir Machado de Machado), a distopia "Corpos Secos". Seu novo título, “A extinção das abelhas”, foi publicado neste ano.

Natalia traduziu inúmeras obras, dentre elas "Tituba, bruxa negra de Salem" (2019), de Maryse Condé, "Nós e Eles" (2019), de BahiyyihNakhjavani, "A casa na Rua Mango" (2020), de Sandra Cisneros, "Fiebre Tropical", de Juli Delgado Lopera, entre outros títulos de autoras como Agatha Christie.

Entre 2017 e 2021, foi pesquisadora do Programa Nacional Pós-Doutorado, na Universidade de Caxias do Sul, com a pesquisa Geografias Homoafetivas. Seus livros e sua pesquisa tratam das vidas e das relações das pessoas cis ou trans que se identificam como lésbicas, ou bissexuais em literatura.

Natalia sempre tenta trazer à luz o debate sobre gênero de um modo mais abrangente com foco nos afetos e nas relações e nos espaços que ocupam. Um trecho de “Amora” caiu no ENEM 2018, sendo lido por mais de 5 milhões de participantes. Natalia tem viajado o Brasil e o mundo a convite para divulgar sua obra e sua pesquisa. Ainda, foi apontando como um dos livros LGBTQIA+ que estavam mudando o cenário da literatura nos Estados Unidos. A escritora tem seu trabalho traduzido em diversos países, tais como Argentina, Espanha e Estados Unidos.

Sabrina Dalbelo

Sabrina Dalbelo é gaúcha de Porto Alegre, e reside em Bento Gonçalves há 15 anos. Formada em Direito, é servidora do Ministério Público Federal. É autora dos livros de poesia “Baseado em Pessoas Reais" (Poesias Escolhidas, 2017), “Lente de aumento para coisas grandes” (Penalux, 2018) e “rasga-ossos” (Penalux, 2020).

Foi aluna da oficina de criação literária Contantes, projeto fomentado pelo Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves (2018) e do Curso “Escrevendo Literatura Fantástica”, da Metamorfose Cursos. Participa frequentemente de eventos artísticos e literários do município, como a Feira Municipal do Livro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.