Estado autoriza parcialmente volta de torcedores aos estádios

Nesta quarta-feira, 01/09, o governo do Estado anunciou o retorno do público aos estádios do Rio Grande do Sul. A medida restringe a 40% da capacidade por setor e com limite de 2.500 pessoas, além do cumprimento de protocolos, como o uso obrigatório de máscaras. O início da autorização depende da publicação das novas recomendações no Diário Oficial do Estado (DOE), o que deve ocorrer nos próximos dias. Para os jogos do Brasileirão também será necessário aguardar a manifestação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

De acordo com o Gabinete de Crise, a decisão foi possível em razão dos dados positivos monitorados e principalmente o fato de que o número de internados suspeitos ou confirmados com Covid-19 em leitos clínicos e de UTI retomou tendência de queda, acentuando o ritmo de redução na última semana.

A liberação de eventos sociais também foi analisada. O Estado optou por liberar, a partir de 1º de outubro, uso de pista de dança em eventos infantis, sociais e de entretenimento, com teto de 150 pessoas no protocolo variável, podendo chegar a até 350 pessoas caso seja decidido e autorizado pelas regiões. No entanto, será mantida a obrigação do uso de máscara e o cumprimento dos demais protocolos. Por ora, em casas de shows, casas noturnas e similares segue a proibição do uso de pista de dança.

“Estamos avançando nas liberações e redução das restrições devido à melhora no cenário da pandemia no RS e por sermos um dos Estados que mais vacina no país, estando sempre no topo do ranking. A decisão sobre os eventos, assim como outras flexibilizações, serão reavaliadas conforme a gente atingir a meta de completar o esquema vacinal de pelo menos 70% da nossa população, que é o percentual definido por especialistas no mundo todo para a chamada imunidade coletiva”, afirmou o governador Eduardo Leite. Todas as mudanças serão detalhadas em decreto e só estarão válidas após publicação no Diário Oficial.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.