Falsa viatura usada no assalto ao carro-forte tinha erro de grafia

Imagem: IGP

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil apura a origem dos adesivos colocados na falsa viatura Ford EcoSport, que foi usada no ataque ao carro-forte na quarta-feira, 29/12, em Guaíba. O delegado Marcus Vinicius Viafore assegurou que as estampas são “totalmente fakes”.

“Tem até um acento errado… Em vez de botar o acento no ‘polícia’, eles colocaram ‘policía’, no ‘cía’”, constatou. “Foi totalmente feita pelo crime. Imitaram tudo”, frisou.

Além de descobrir onde os adesivos foram produzidos, o trabalho investigativo da 1ª Delegacia de Roubos do Deic busca ainda a identificação oficial de toda a quadrilha envolvida, tanto os criminosos presos como os mortos e foragidos, junto com o Instituto-Geral de Perícias (IGP).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.