Federação das Distribuidoras de Combustíveis teme desabastecimento no país

Conforme divulgado pela federação, distribuidoras relataram que setor comercial da Petrobras teria anunciado cortes no volume de entrega de combustíveis, colocando o país em alerta para o mês de novembro

Foto: Reprodução/InfoPostos

Na quinta-feira, 14/10, a Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Gás Natural e Biocombustíveis (BRASILCOM), emitiu uma nota relatando o potencial desabastecimento de combustível no país em novembro. Isso porque, de acordo com a Federação, diversas distribuidoras de combustíveis filiadas à BRASILCOM teriam recebido comunicados do setor comercial da Petrobras informando cortes nos pedidos feitos para fornecimento de gasolina e óleo diesel para o próximo mês.

“As reduções promovidas pela Petrobras, em alguns casos chegando a mais de 50% do volume solicitado para compra, colocam o país em situação de potencial desabastecimento, haja vista a impossibilidade de compensar essas reduções de fornecimento por meio de contratos de importação, considerando a diferença atual entre os preços do mercado internacional, que estão em patamares bem superiores aos praticados no Brasil”, alertou a federação.

Ainda segundo a BRASILCOM, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) já foi comunicada do problema e as distribuidoras aguardam soluções.

A Petrobras, entretanto, nega as afirmações. A veículos de comunicação, a estatal afirma que “suas refinarias estão operando normalmente” e que “segue atendendo integralmente os contratos com as distribuidoras”.

“A BRASILCOM considera este momento um exemplo do que pode vir a ocorrer caso as autoridades governamentais não se preocupem em estabelecer regras claras para a atuação dos novos proprietários das refinarias e sistemas de logística desinvestidos pela Petrobras, de modo a evitar o estabelecimento de condições comerciais com preferências a determinados clientes, desequilibrando o ambiente concorrencial do mercado de combustíveis”, defendeu a federação em nota.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.