Garibaldi registra primeiro caso autóctone de dengue

O termo autóctone significa que a doença foi adquirida dentro da própria cidade. Em Bento Gonçalves, há um caso importado confirmado e outros 22 em análise

Foto: Divulgação

Garibaldi teve confirmado, na segunda-feira, 18/04, o primeiro caso autóctone de dengue — quando a doença é adquirida na própria cidade. De acordo com o setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, até o momento existem outros 12 casos suspeitos da doença. Em Bento Gonçalves, há um caso importado confirmado e outros 22 em análise. Ainda, o município aguarda a contraprova do Lacen (laboratório do Estado) de outro caso confirmado por laboratório particular.

O caso confirmado é de uma mulher de 40 anos, moradora do bairro Santa Terezinha. Ela foi internada no dia 16 de abril, após procurar a Unidade de Saúde com os primeiros sintomas. A paciente passa bem e recebeu alta na terça-feira, 19/04.

Conforme a médica infectologista da Vigilância Epidemiológica, Luciana Callefi, os outros 12 exames foram encaminhados ao Laboratório Lacen. Os resultados, no entanto, estão levando cerca de 20 dias para ficarem prontos.

“Neste caso específico onde tivemos a internação, além do quadro clínico compatível com a doença, foi realizado o exame de triagem, o qual o resultado foi positivo. A fim de confirmar o diagnóstico, a paciente coletou o exame sorológico, que já foi encaminhado ao Laboratório Central (LACEN) em Porto Alegre”, afirma.

O trabalho dos agentes da dengue segue intensificado, com fiscalização e coleta de amostras. No bairro onde reside a paciente, os servidores realizaram o bloqueio larval. De acordo com o coordenador de Controle da Dengue, Carlos Olímpio Estivalet Veiga, nos últimos meses foram enviadas mais de 300 amostras de larvas de mosquito. No momento, Garibaldi aguarda os resultados do Estado.

A secretária de Saúde, Clarisse Lagunaz alerta, que a prevenção da dengue é uma tarefa de todos os garibaldenses. Ela lembra que a água parada contribui para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Para auxiliar no controle dos casos, a secretária pede que a população mantenha os ambientes limpos, evitando o acúmulo de água.

Entre os principais sintomas da dengue estão febre, dor de cabeça, dor retro-orbital (atrás dos olhos), dores musculares, nas articulações e no corpo. Nestes casos, o paciente deve procurar atendimento médico.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.