Garibaldi: TSE julga recurso que busca reverter cassação de Alex Carniel e Sérgio Chesini

Nesta terça-feira, 26/04, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vota recurso que busca reverter a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sobre a cassação da chapa Alex Carniel e Sérgio Chesini (PP), que venceu as eleições municipais de Garibaldi em 2020.

A denúncia alega abuso de poder político e econômico, além de arrecadação e gastos ilícitos de recursos por parte da chapa Carniel/Chesini. O pedido de impugnação da chapa foi movido pela coligação Garibaldi no Caminho Certo (PDT, PTB, MDB, PL, DEM, PSD e PCdoB), dos candidatos Antônio Fachinelli e Eldo Milani, ambos do MDB, que foi adversária da coligação vencedora na eleição municipal passada, Garibaldi Mais Feliz (PP, PSL e PSB), de Carniel e Chesini.  

De acordo com a acusação, Carniel teria se envolvido na compra de três equipamentos de rastreamento (a captação de áudio do aparelho não ficou comprovada no processo), além da utilização de um automóvel de sua propriedade e também na contratação de detetives particulares. As negociações e utilização do veículo teriam como objetivo, segundo a denúncia, praticar um monitoramento eletrônico dos adversários políticos.

A presença do dispositivo de rastreamento foi percebida no dia 24 de outubro de 2020 no carro de Antonio Cettolin (MDB), então prefeito de Garibaldi, que apoiava a candidatura Antônio Fachinelli e Eldo Milani, ambos do MDB. A Polícia Civil investigou o caso.

Na época, o então candidato Carniel emitiu nota em redes sociais e gravou vídeos negando envolvimento na ação. No processo, também disse que não participou ou determinou que alguém praticasse o ato de instalação dos equipamentos.  

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) convocou eleições suplementares, realizadas no último dia 03/04, nas quais Sérgio Chesini e Valério Mayer foram eleitos (PP), derrotando a chapa do Partido dos Trabalhadores (PT).

Acompanhe a votação:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.