Governo garante reajuste a servidores da segurança

O governo garantiu que a parcela de reajuste para os servidores da Segurança Pública, previsto para novembro, será integralizada, mesmo sem a garantia concreta que haverá condições financeiras para arcar com o compromisso. A declaração foi feita pelo chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi, e pelo secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini, durante reunião com representantes da Brigada Militar, Polícia Civil, do Instituto-Geral de Perícias e da dos Serviços Penitenciários (Susepe), na tarde de terça-feira, dia 7, após manifestação na capital gaúcha.

Cerca de 10 mil pessoas participaram da marcha Segurança para Todos, entre eles servidores dos órgãos de segurança de Bento Gonçalves. A principal reivindicação refere-se a dois projetos do Executivo em apreciação pela Assembleia Legislativa: a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o Projeto de Lei Complementar 206 (PLC 206), encaminhado pelo governo em junho, dentro de um conjunto de 14 iniciativas para o Ajuste Fiscal Gaúcho – Fase 2. Ao responder ao receio dos servidores de que o PLC 206 poderá revogar reajustes já concedidos, Biolchi disse que não é intenção do projeto alterar leis anteriores. “O objetivo do governo é aplicar seus efeitos a partir da aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, sem que haja impacto sobre a lei anterior que previu reajustes até 2018”, esclareceu.

Na reunião, que durou mais de uma hora, ficou acertado que os servidores da Segurança entregarão, até sexta-feira, um conjunto de pautas da categoria a ser avaliado pelo governo, com encaminhamento de uma resposta, ainda no mês de julho, sobre a viabilidade de atendimento.

Informações: Assessoria de Comunicação da Casa Civil

É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização expressa do Grupo SERRANOSSA.

Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA

O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários publicados no portal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.