GPS Rural garantirá agilidade no atendimento de ocorrências no interior

Sistema de georreferenciamento por satélite funciona de forma off-line, a partir do cadastramento das propriedades rurais

Foto: SERRANOSSA

Na noite de terça-feira, 12/04, foi apresentado à comunidade de São Valentim o GPS Rural, um sistema de georreferenciamento por satélite que funciona de forma off-line, com base no cadastro das propriedades rurais de Bento Gonçalves. Conforme a prefeitura, esse procedimento garante a celeridade na prestação de socorro, salvamento e também no atendimento de ocorrências de furtos e roubos. Cada propriedade rural receberá uma placa de identificação com um código de cadastramento.

O projeto começou a ser desenvolvido no último ano pelas secretarias de Segurança Pública, Desenvolvimento da Agricultura e Coordenadoria de Tecnologia de Informação e Comunicação (CTEC). O sistema não vai ter custo para o cidadão que aderir ao serviço.

O secretário de Segurança, tenente-coronel Paulo César de Carvalho, comentou sobre o projeto: “o foco deve ser na prevenção, para ampliar a sensação de segurança para estas comunidades rurais. Basicamente é usar a tecnologia para acelerar atendimentos das guarnições de serviço tanto da Brigada Militar, quanto da GCM”.

A iniciativa, inspirada no modelo do município de Chapecó, em Santa Catarina, tem por objetivo acelerar a resposta em uma situação de emergência. O sistema catarinense já está em funcionamento há 20 anos, tornando-se referência neste tipo de atendimento.

Para realização do mapeamento foi contratada, através de licitação, uma empresa especializada para realizar o serviço de mapeamento via GPS, para atualizar as informações sobre o interior de Bento Gonçalves. “A empresa contratada utilizará as coordenadas de satélite para identificar as propriedades. Cada morador receberá um código, que será fixado em frente à residência, para uma melhor identificação. Por fim entendemos que o GPS Rural será um novo marco para a Segurança Pública do Município”, salienta Carvalho.

O mapeamento das propriedades e cadastramento dos moradores de Tuiuty e São Valentim iniciará nas próximas semanas. Os profissionais da empresa estarão devidamente identificados e acompanhados com um servidor da subprefeitura.

Como irá funcionar

Ao solicitar o atendimento, que além do 3º BPAT, através da Patrulha Rural, engloba o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, o morador apenas precisará informar o código. A chave será formada pelas iniciais “BG”, de Bento Gonçalves, acrescida de quatro números.

Com o código será possível localizar, por meio de um aplicativo, o endereço exato de onde foi emitida a chamada, acelerando o deslocamento da equipe responsável pela prestação do serviço. Essa identificação será utilizada também pelos serviços do município, como forma de encontrar, com maior rapidez, a família ou propriedade que necessita do atendimento público.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.