Greve dos Médicos em Caxias do Sul perto do fim

A greve dos médicos em Caxias do Sul pode ter um fim na próxima semana. Isto porque deve sair até esta sexta-feira, dia 13, uma decisão acerca da ação impetrada pela prefeitura na justiça para que os médicos retornem ao trabalho. A paralisação completou 30 dias na última quarta-feira, 11, com adesão de metade da categoria, o que garante que atendimentos de urgência e emergência fossem mantidos neste período.

A prefeitura trabalha com três possibilidades para resolver o problema. A principal e mais bem encaminhada é a ação impetrada junto à justiça. “Estamos muito confiantes que, nos próximos dias, haja uma decisão positiva a favor do término da greve”, afirma o chefe de gabinete Édson Néspolo. Segundo ele, caso esta manobra não funcione, há outras duas alternativas, que envolvem negociações com entidades e com a Câmara de Vereadores, que podem amenizar as consequências da paralisação também nos próximos dias.

A principal reivindicação – aumento do piso salarial de R$ 2,6 mil para R$ 9 mil é considerada absurda e fora de contexto pelo Poder Executivo. “A prefeitura de Caxias é uma das que mais bem paga no Brasil, com reajuste a cada três meses. Apesar de o piso ser de R$ 2,6 mil, são poucos os que ganham este mínimo. A média dos profissionais que atuam hoje em Caxias é de R$ 4,5 mil. Em que categoria há esta remuneração para 20 horas semanais de trabalho?”, questiona Néspolo. Ele acrescenta que, entre maio de 2010 e maio deste ano, os médicos acumulam quase 11% de reajuste, enquanto que a média em outros setores foi de 7%. “Temos que ser responsáveis. Qualquer reajuste que seja pago para os médicos terá que ser estendido a todos os outros servidores, sete mil no total. O impacto nas contas públicas é grande”, argumenta Néspolo.

O SerraNossa tentou contato com o presidente do Sindicato dos Médicos, Marlonei Silveira dos Santos, por diversas vezes, através de celular e do próprio Sindicato, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Mobilização política

A Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul realizará audiência pública na segunda-feira, dia 23, às 14h, no plenário da Casa, para tratar da situação municipal da saúde. A greve estará na pauta da audiência.

O vereador Mauro Pereira (PMDB) foi quem trouxe o assunto da paralisação para o plenário na sessão ordinária desta semana. Ele afirmou que o impasse terá solução, se o Sindicato dos Médicos reconsiderar o valor exigido como reajuste. Segundo Pereira, o ideal seria divulgar os nomes dos médicos que não aderiram à greve, defendendo que esses profissionais merecem destaque pelo respeito aos usuários.

O vereador Rodrigo Beltrão (PT) defendeu que o término da greve depende de uma contrapartida do município. Para ele, a prefeitura deveria aproveitar a oportunidade para exigir dos médicos o cumprimento integral das 20 horas semanais de trabalho. Conforme Guiovane Maria (PT), os médicos descontentes com as condições de trabalho deveriam deixar os cargos.

 

Greice Scotton 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.