Grupo de advogadas promove bate-papo “Menstruação sem tabu”

Live mediada pelas advogadas Vanessa Dal Ponte e Raquel Carvalho será realizada na terça-feira, 26/10, às 19h, contando com a presença da professora Melissa Demari e da médica Kenya Gastal

Imagem: Divulgação

Um bate-papo diferente e relevante no cenário atual será realizado ao vivo no Instagram da OAB, subseção de Bento Gonçalves, na terça-feira, 26/10, a partir das 19h. As advogadas Vanessa Dal Ponte e Raquel Carvalho estarão mediando a conversa “Menstruação sem tabu”, contando com a presença da professora Melissa Demari, doutora em Ciências Sociais e mestre em Direito, e da médica Kenya Gastal, residente do terceiro ano em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. O objetivo é refletir sobre a realidade da pobreza menstrual no município e região, além de trazer à tona as vantagens do coletor menstrual, do absorvente de pano e da calcinha absorvente para a saúde íntima e para o meio ambiente.

A iniciativa é mais uma das ações promovidas pelo grupo “De mãe para mãe”, criado pela advogada Vanessa Dal Ponte no início da pandemia. O objetivo inicial era arrecadar peças de roupas para abrigos e entidades do município, mas a demanda acabou se expandindo ao longo do tempo para a arrecadação de alimentos e, posteriormente, itens de higiene. “O absorvente, entretanto, acabava ficando de fora, porque as pessoas não têm costume de doar esse item. Então também começamos a focar a arrecadação nisso”, relata Vanessa.

Com a visibilidade do tema diante do veto do presidente Jair Bolsonaro à distribuição gratuita de absorvente nas escolas, o projeto acabou recebendo mais atenção da comunidade e, consequentemente, parcerias. Uma marca de calcinhas menstruais, por exemplo, encaminhou doações dos itens com a ideia de promover soluções menstruais sustentáveis. Mais tarde, o grupo também recebeu coletores menstruais para doação. “Assim, mobilizei a OAB para que pudéssemos falar da nossa campanha e do problema da pobreza menstrual em si”, comenta a advogada. “Como esses materiais são pouco divulgados na nossa região, a ideia é realmente desmistificar alguns tabus, por isso chamamos a professora Melissa e uma médica para conversarmos sobre o assunto”, complementa.

A partir da maior disponibilidade de informações sobre soluções sustentáveis e reutilizáveis, a advogada acredita que seja possível amenizar o problema da pobreza menstrual na região e, ainda, ajudar o meio-ambiente. “Quando essa questão começou a ser mais discutida nas últimas semanas, vi comentários de que na nossa cidade não existiam adolescentes que deixavam de ir para a aula por não ter absorvente. Comentários de que essa não era uma realidade em Bento. Isso é um engano, porque a gente faz diversas doações desses itens. Temos muitas adolescentes com vergonha de sair no período menstrual. Então sim, essa também é uma realidade da nossa comunidade”, enfatiza a advogada.

Sobre a live

CONVIDADAS:

Dra. Melissa Demari
Doutora em ciências sociais, mestre em direito, professora universitária e Advogada.

Dra. Kenya Gastal
Médica formada pela Faculdade de Medicina da USP – Residente do terceiro ano em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP – @dra.kenyagastal

SORTEIO: SORTEIO DE DUAS CALCINHA MENSTRUAIS PANYTS

APRESENTAÇÃO:

VANESSA DAL PONTE, advogada especialista em direito das mulheres, pesquisadora sobre a equidade de gênero, integrante do grupo voluntário Justiceiras e criadora do Projeto de Mãe para Mãe.

MEDIADORA: RAQUEL CARVALHO, advogada presidente da Comissão da Mulher Advogada

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.