Haitiana sofre discriminação e agressão em Bento

Mulher de 30 anos registrou em boletim de ocorrência que sua chefe a mandou voltar para o Haiti e a agrediu após dizer que não assinaria um documento por não saber ler em português

Uma mulher de 30 anos, natural do Haiti, foi vítima de discriminação e agressão no último dia 28/01, em Bento Gonçalves. Conforme relatado em boletim de ocorrência, a haitiana trabalha em um restaurante no centro da cidade e, na data informada, sua chefe teria lhe entregado um documento para assinar. Entretanto, a vítima afirmou que iria solicitar que seu marido lesse antes da assinatura, tendo em vista que não domina o português.

Diante da negativa em assinar o documento naquele momento, a dona do estabelecimento teria gritado com a vítima, mandando ela voltar para o Haiti. Em seguida, teria lhe agarrado pelo colarinho e a empurrado. A vítima afirma que não ficou ferida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.