Homem é condenado a oito anos de prisão por assassinatos em bar no Ouro Verde em 2017

Réu foi julgado nesta quarta-feira, 18/05, por ter matado as vítimas Deocesar João Seco e Vanderli Alonço dos Reis após uma discussão em um bar localizado na Rua dos Pinheiros

Foto: arquivo/SERRANOSSA

O réu Osmar Manfroi, de 52 anos, foi condenado a oito anos e dois meses, inicialmente em regime fechado, por duplo homicídio simples. O julgamento foi realizado nesta quarta-feira, 18/05, na comarca de Bento Gonçalves. Em dezembro de 2017, ele foi apontado como autor dos disparos que mataram Deocesar João Secco e Vanderli Alonço dos Reis, após um desentendimento em um bar localizado na Rua dos Pinheiros, no bairro Ouro Verde.

Conforme o processo, por volta das 14h do dia 10 de dezembro daquele ano, o acusado atirou contra Vanderli, com quem iniciou a discussão. Entretanto, acabou atingindo, por erro de pontaria, a vítima Deocesar João Secco, que morreu ainda no local. Em seguida, voltou a utilizar a arma de fogo que portava, desta vez atingindo Vanderli. A segunda vítima chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Após o crime, segundo consta nos autos, o acusado fugiu do local.

Conforme informado pela Polícia Civil na época, Osmar se apresentou à delegacia três dias depois, alegando legítima defesa. O acusado respondeu o processo em liberdade.

De acordo com o defensor público Rafael Carrard, que atuou no caso, apesar de ter havido condenação pelos dois homicídios, as penas não foram somadas. “Por ter ocorrido um erro de execução, há um tipo de pena diferenciado. Ao invés da soma, se pega a pena de um dos fatos e se aplica um aumento”, explica. O defensor adianta que será feito recurso da decisão, a fim de que se tenha um novo julgamento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.