Hospital São Roque, de Barbosa, apresenta números inéditos no primeiro semestre do ano

Foram 3.074 procedimentos realizados no período, um crescimento de 61,6% em relação ao segundo semestre de 2019, último antes da pandemia

Foto: Divulgação

Iniciadas em 2021, a partir da parceria com a Tramontina, as melhorias realizadas na estrutura do Hospital São Roque já mostram seus primeiros resultados antes mesmo da conclusão de todo projeto. O novo centro cirúrgico da instituição, inaugurado no ano passado, realizou 3.074 procedimentos nos primeiros 6 meses deste ano, novo recorde da instituição. 

Na comparação com o segundo semestre de 2019, o último antes da pandemia de Covid-19, o número representa um acréscimo de 61,6% no número de cirurgias. No ranking de especialidades, os procedimentos oftalmológicos são os mais frequentes, com 907 pacientes atendidos. Em seguida aparecem as cirurgias de ortopedia e traumatologia, com 493 e de cirurgia geral, com 331. 

Reformado durante a pandemia, o local possui quatro salas de cirurgias equipadas para diversos tipos de procedimentos de baixa e média complexidade. Ao todo, apenas nos primeiros 6 meses do ano, foram realizadas cirurgias de 21 especialidades diferentes. 

Exames 

Os recentes investimentos em tecnologia também fizeram a diferença na quantidade de exames oferecidos à comunidade. O número de colonoscopias e endoscopias realizadas até o momento (1.334) é 26% maior do que o mesmo período de 2019. 

Ambos os exames são realizados com o auxílio de uma micro câmera, que captura em tempo real imagens do corpo humano. A colonoscopia serve para identificar doenças do intestino grosso e íleo intestinal (porção final do intestino delgado), enquanto a endoscopia avalia doenças do trato gastrointestinal superior (esôfago, estômago e duodeno).

O número de exames de imagem também é destaque no primeiro semestre de 2022. No total, foram 16.247 exames, com destaque para ecografias (5.907), Raios-X (5.362) e Tomografias (3.930). 

Pronto Socorro

Outro número que representa um recorde histórico do Hospital São Roque é o de atendimentos no Pronto Socorro da instituição. No primeiro semestre foram registradas 18.508 consultas. O número é 21% maior do que o registrado nos primeiros seis meses de 2019. 

Há algumas semanas o Pronto Socorro do Hospital São Roque iniciou seu processo de reestruturação. A partir da inauguração do novo Pronto Socorro, previsto para ocorrer ainda em 2022, o hospital vai aumentar em 100% sua estrutura  de atendimento de emergências, permitindo prestar assistências a mais de um caso crítico ao mesmo tempo. Além disso, serão criados 4 leitos de estabilização, que terão monitorização intensiva enquanto os pacientes aguardam estabilização e/ou encaminhamento ao outro centro.

A reforma também prevê a separação do fluxo de acesso ao hospital. A porta da recepção será utilizada para visitas, cirurgias eletivas ou internações, enquanto a entrada do PS receberá atendimento de consultas conforme classificação de gravidade, separando os atendimentos por sintomas respiratórios ou não-respiratórios.

“Os dados evidenciam ainda mais a necessidade da ampliação e das melhorias que vamos aplicar ao nosso Pronto Socorro.O resultado será sentido por toda nossa comunidade”, descreve Cátia Argenta, gestora do Hospital São Roque. 

Clínica de especialidades

Inauguradas em março, a Clínica de Especialidade e a Clínica da Mulher também tiveram grande adesão da comunidade. Ao todo, foram 5.922 atendimentos registrados no primeiro semestre. 

O espaço, localizado em anexo ao Hospital São Roque,  possui 368m². Ao todo, são disponibilizados 5 consultórios para atendimentos de pacientes com horário agendado, diretamente com os médicos especialistas. 

Além disso, a Clínica de Especialidades também contará com a Clínica da Mulher, uma área especializada em ginecologia e obstetrícia, exclusiva para as mulheres. São 2 consultórios, salas de exames, recepção e sala de espera exclusiva. 

Internações

O balanço do semestre também aponta grande volume de internações clínicas e cirúrgicas na instituição, somando 5.530 no semestre. Enquanto isso, as internações em saúde mental chegaram a 563 no mesmo período. 

Há mais de 18 anos, o Hospital São Roque é referência regional em internações em saúde mental. Atualmente são 17 leitos destinados a estes pacientes. Uma unidade totalmente adaptada para estas condições e uma equipe multiprofissional qualificada são responsáveis por acolher pacientes de toda a região.

“São números que nos orgulham e evidenciam ainda mais nossa responsabilidade em continuar ampliando serviços e investindo em estrutura, e qualificação dos nossos colaboradores para continuarmos a atender com excelência as demandas da nossa comunidade”, descreve Cátia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.