Incêndio em vegetação tem aumento de quase 700% em Bento neste verão

Entre dezembro e esses primeiros dias de janeiro de 2022 foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros de Bento 63 sinistros em área de mata. No mesmo período de 2020/2021 foram apenas oito registros

Foto: Diogo Zanetti/SERRANOSSA

Bento Gonçalves registrou um aumento exorbitante no número de incêndios em vegetação entre dezembro e os primeiros dias de 2022. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, foram 63 registros até o dia 02/01 – uma escalada de 687,5% em relação ao mesmo período de 2020/2021, quando foram atendidas apenas oito ocorrências do tipo.

Conforme o soldado Baigorra, da corporação de Bento, a principal causa dos sinistros está ligada ao fator humano. “A maioria utiliza o fogo pra limpeza de pátio e acaba perdendo controle. Alguns foram utilizar espaço para fazer churrasco e, após o uso, deixaram a brasa viva, que logo volta devido à situação de seca que estamos enfrentando”, explica.

Anualmente, a corporação realiza um trabalho de conscientização próximo ao verão, a fim de evitar esse tipo de ocorrência. Em novembro, o SERRANOSSA fez uma reportagem sobre o assunto, ressaltando a importância dos moradores não utilizarem o fogo para limpeza de terreno, principalmente em razão da estiagem que a região vive no momento.

Além dos prejuízos ambientais, esses incêndios implicam em um maior deslocamento e tempo de serviço da corporação, que acaba ficando ocupada para atender possíveis ocorrências mais graves.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.