Inicia o plantio para produção em espaldeiras em propriedades de Bento

Teve início o plantio para produção em espaldeiras em propriedades de Bento Gonçalves. O projeto conta atualmente com 24 agricultores inscritos. Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Agricultura (SMDA), o incentivo aos agricultores e o meio rural é um dos principais objetivos da pasta. Com esse viés, neste ano iniciou o projeto relacionado ao incentivo ao agricultor para a produção de uvas de qualidade superior em espaldeiras. O projeto conta com subsídio de 50% do valor de aquisição das mudas viníferas para o plantio de 1 hectare por ano em sua propriedade com até 30 horas/máquinas e é desenvolvido em parceria com a EMATER, Embrapa e IRFS-RS.

Recentemente teve início mais uma importante etapa do projeto, que consiste no plantio das mudas para produção em espaldeiras. Na quarta-feira, 03/08, o prefeito Diogo Siqueira, o vice, Amarildo Lucatelli, e o secretário da Agricultura, Volnei Christófoli, estiveram visitando algumas propriedades que já iniciaram o cultivo das mudas.

Uma das visitas ocorreu na Vinícola Larentis que através do projeto plantou 4.400 mudas. Larri Larentis, um dos proprietários da vinícola, comentou sobre o projeto. “Nós convertemos a Latada (videira tradicional), para a espaldeira, porque vai gerar um vinho de maior qualidade. É muito bacana ter feito isso através desse belo projeto de incentivo, e acredito que vai ter um ótimo retorno para o município, porque vai melhorar muito a qualidade do vinho”, disse.

A Casa Zottis – Vinhos e Uvas está plantando 2.200 mudas em uma área de 0,6 hectares. “Estamos muito contentes em estar fazendo parte do projeto, porque sabemos que é um grande incentivo ao produtor, ajudando a renovar os vinhedos e, desta forma, tendo muita qualidade e excelentes vinhos”, afirmou o produtor.

Aldacir Mejolaro, que também está apostando no cultivo, realizou o plantio de 700 mudas da planta, e se diz orgulhoso pela nova etapa iniciada. “O projeto de mudas da prefeitura tem importância fundamental tanto para a propriedade como também para a viticultura familiar do município, com o intuito de apoiar o crescimento das famílias produtoras. O plantio das mudas em minha propriedade irá manter ativa a cultura da uva, característica intrínseca do Vale dos Vinhedos. Além disso, vai fomentar o desenvolvimento de novos projetos no local por meio da inauguração de uma agroindústria familiar, voltada a elaboração de vinhos. Por isso, é um orgulho ter a oportunidade de participar do projeto”.

O projeto conta atualmente com 24 agricultores inscritos, destes sete produtores aguardam o projeto para ser aprovado na EMATER e 12 estão no cronograma para ser atendidos com as máquinas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.